Jovens

História

Foi em 1852, quando Tiago White preparou as primeiras lições da Escola Sabatina para jovens, que a Igreja começou a oferecer um programa mais voltado às necessidades dos jovens.

A preocupação mais efetiva, porém, surgiu em 1879 com dois garotos, Harry Fenner, de 16 anos, e Luther Warren, de 14. Eles queriam um movimento mais para jovens mais efetivo, e resolveram entrar em ação. Começaram organizando reuniões em Hazelton, Michigan, apenas para rapazes, num pequeno cômodo da ca-sa dos pais de Luther. O objetivo deste primeiro grupo de jovens era promover o trabalho missionário, levantar fundos para a literatura missionária e promover a causa da temperança. Um pouco mais tarde, as moças também foram convidadas a participar, e as reuniões passaram a ser realizadas, então, no grande salão de uma casa, com alguns dos membros adultos da família.

A partir desta primeira Sociedade de Jovens, outras mais começaram a ser organizadas. Em 1891 em Wisconsin, em 1893 em Lincoln (Nebrasca), até que em 1899 a Associação de Ohio em Mout Vernon criou oficialmente um departamento de jovens.

Pouco tempo depois, em 1901, a Associação Geral tomou as primeiras providências para a forma¬ção de uma organização de jovens oficial, aprovando o conceito da Sociedade de Jovens e recomendando que fosse formada uma comissão para estabelecer um plano de organização. O Departamento de Escola Sabatina, dirigido pela Sra. Flora Plummer, passou oficialmente a coordenar a obra entre os jovens a nível de Associação Geral. A Sra. Plummer coordenou o trabalho até 1907.

Organização

A organização definitiva de um departamento de jovens, a nível mundial ocorreu apenas no Concílio da Associação Geral realizado em Gland, Suíça, no início da primavera de 1907. Foi eleito M. E. Kern como diretor e Matilda Eridcson como secretária . No verão do mesmo, ano cerca e 200 obreiros se reuniram em Mount Vernon, Ohio, para uma convenção de jovens a fim de escolher um nome para o departamento e preparar outras recomendações.

Foram adotados, então, o Calendário da Devoção Matinal e o Clube do Li¬vro dos Missionários Voluntários (MV), e o grupo votou observar o “Dia do MV” em cada Igreja uma vez por ano. O nome finalmente escolhido para o departamento foi “Departamento dos Missionários Voluntários dos Jovens Adventistas do Sétimo Dia”. Através dos anos ele passou a ser conhecido como “Departamento MV”, e a organização de jovens na Igreja local foi chamada de “Sociedade MV”. As reuniões públicas dos jovens passaram a ser designadas” como “Programa MV”.

A Primeira Guerra Mundial atrasou um pouco o desen¬volvimento do ministério com os jovens, mas depois da guerra os líderes de jovens Adventistas usaram histórias, passeios a pé, jo¬gos, artes, trabalhos manuais e acampamentos para atingir as necessidades dos jovens. Em 1926, já aconteceu o primeiro acampamento MV oficial realizado por uma Associação, em Townline Lake, Michigan, dirigido por Grover Fattic.

Já o primeiro congresso jovem MV aconteceu pouco depois, em 1928, em Chemnitz, Alemanha, na Divisão Central-Européia, e Steen Rasmussen era o líder de jovens. Depois de 41 anos, em 1969, foi realizado, então, o primeiro Congresso Mundial de Jovens, em Zurich, Suíça, quando Theodore Lucas era o diretor mundial de jovens.

A mudança do nome de “Missionários Voluntários” (MV) para “Jovens Adventistas” (JA), como conhecemos hoje, aconteceu apenas em 1978. Já em julho de 2005, em Saint Louis (EUA), a Assembléia da Associação Geral votou adotar o nome de “Ministério Jovem” para o trabalho em conjunto realizado com jovens, desbravadores e aventureiros.

Passaram-se mais de 150 anos desde a primeira iniciativa da igreja em atender os jovens. A história mostra que passo a passo esse ministério foi crescendo, se ajustando e buscando as melhores maneiras de “salvar do pecado e guiar no serviço”. Agora que estamos em pleno século 21, tempo de mudanças rápidas e liderança ágil, é preciso buscar novas maneiras de tornar a igreja aberta e atrativa, além de envolver e salvar nossos jovens.

Agora é o tempo e oportunidade para trabalharmos pelos jovens… Ellen White, Só Para Jovens, página, 23

WordPress Video Lightbox