Mordomia Cristã

Sempre o melhor

salmo37v3-pt

Agrada-te do SENHOR, e ele satisfará os desejos do teu coração. Salmo 37:2-3

Em outubro de 2006, aos 18 anos, Rayane ingressou na Universidade Estadual do Maranhão. Logo no primeiro período do curso de Bacharelado em Enfermagem, após matricular-se em na disciplina de Bioestatística, descobriu que as aulas aconteceriam aos sábados. Na tentativa de não se prejudicar por faltas, foi até a secretaria do curso. Lá, foi informada de que essa transferência seria impossível devido à indisponibilidade do professor responsável e que para fazer qualquer acordo deveria entrar em contato com ele. Em casa, Rayane orou a Deus dizendo que o presente da aprovação em um vestibular numa instituição pública tinha vindo dEle e que, por isso, precisava de Seu auxílio para a solução da situação em que se encontrava. Pediu que Ele tocasse o coração do professor e evitasse uma possível reprovação.

A aluna foi procurar pelo professor convicta de que ele prontamente aceitaria o acordo que ela lhe proporia. Mas grande foi a sua decepção, quando ele falou que “não tinha nada a ver” com o seu Deus e muito menos com sua decisão de guardar o sábado; que a única coisa que poderia fazer seria colocar presença para ela se, e somente se, comparecesse às aulas no sábado junto com os outros alunos. Disse ainda que ela era tão jovem e que não deveria desperdiçar seu tempo seguindo seitas religiosas de costumes tão “antiquados”. Deus sabe a dor que ela sentiu ao ouvir palavras tão duras e ver como Satanás tenta subjugar os filhos do Senhor usando os próprios seres humanos para isso. Ao receber o histórico no final do período, lá estava a primeira reprovação da sua vida. Chorou sem entender o plano do Senhor e reclamou as suas promessas.

Durante os períodos seguintes, no ato da matrícula procurava encaixar essa disciplina, que estava sendo ofertada a outras turmas, em outros horários de aula, mas nunca conseguia por causa do professor. “Esperou pacientemente no Senhor”. Somente no sexto período, depois de muita negociação, conseguiu cursar a disciplina. Seu desempenho foi tamanho que o professor a chamou em particular para lhe parabenizar pelo bom desempenho e pela coragem; disse ainda que “não cria em Deus, mas que atitudes como a dela lhe plantavam dúvidas sobre seus conceitos”.
Ao fim de tudo, foi possível entender o plano de Deus sobre sua vida naquele momento. Rayane teve a oportunidade de testemunhar sua fé em Deus, e seus colegas e professores viram como Ele a guiou na realização de seu sonho. Deus sempre faz o melhor por nós.

Rayane Maia Maciel Parente – UNB

WordPress Lightbox Plugin