Jovens

Em um relacionamento sério com… meu melhor amigo.

manu-e-dudu

Emanuelle e Eduardo

“Namorar o Dudu? Jamais!”, a Manu respondia brava a todos que incentivavam um caso de amor entre os dois. Eles se conheceram na universidade, onde ela era novata, e ele veterano do curso de Comunicação Social. Mas, devido a um reajuste na grade de matérias, ele teve que fazer umas aulas com a turma dela. Engraçado e mega animado, o Dudu já conquistou a amizade da nova colega de classe. Adoravam rir e se divertir juntos, mas sem NENHUMA segunda intenção! A mãe dele os viu juntos e foi logo perguntando: “Quem era aquela menina bonita que estava com você?”, como se tivesse percebido algo que os dois não viam.

 Cansada de ter relacionamentos fracassados e com caras que não valiam nada, a Manu orou e pediu a Deus que Ele escolhesse alguém especial para sua vida, pois reconhecia que não O havia colocado na frente de suas outras decisões amorosas. Estava cheia de traumas, raiva e de sentimentos de desvalorização. O Dudu passava pela mesma experiência, sonhando com alguém do tipo “pra casar”. Ambos tinham a certeza de que o Céu revelaria um amor maior para suas vidas.A amizade entre os dois ficava cada vez mais intensa, com telefonemas demorados, confidências e companheirismo. Mas ainda assim, nada de segundas intenções, por nenhum dos lados.— Mãe, não posso namorar meu melhor amigo. Vai estragar a amizade! — se explicava a Manu.— Ah se todas casassem com o melhor amigo! Assim não haveria tantos amores fracassados — respondia sua mãe.

Dias depois, um rapaz pede a Manu em namoro, mas não era o Dudu. Como isso aconteceu logo após suas orações, pensou que ele fosse O cara, mas não prestou atenção aos sinais, para ver que ele não poderia ser essa pessoa. Foi como uma forma de confundir sua mente, desviando a atenção do verdadeiro príncipe reservado por Deus. Sua mente deu um nó quando, logo em seguida, o Dudu se declarou para ela, dizendo que passou a amá-la além da amizade. Em desespero, pensou: “Meu Deus, eu só pedi 1, não 2”. Sabia que Deus capricha, nos dando porção dobrada do que pedimos, mas nessa hora ela não queria toda essa “bênção”.Mas Deus é bem claro, nós é que fazemos questão de ser cegos. A Manu pediu a Ele um sinal do que deveria fazer, e logo o falso príncipe revelou que a havia traído com a vizinha, mesmo que com apenas alguns dias comprometidos. Ao invés de chorar por ter sido trocada, a Manu começou a dar risada, porque entendeu que foi a forma de Deus abrir seus olhos para a livrar de mais um engano. Ela literalmente correu para os braços do Dudu, sem perder tempo.

Começaram a namorar com um pedido romântico e inesquecível feito por ele (claro) na frente de uma bela lagoa. Quando o relacionamento veio à tona, todos diziam: “Eu sabia que isso iria acontecer!”.Já de início, muitos sentimentos vieram à tona! Tinham grandes sonhos para o futuro juntos. Desde o primeiro dia da relação ele já falava de casamento, pois não tinha dúvidas de que isso iria acontecer. A mãe da Manu, mesmo sem nem conhecer o novo genro, o mandou um torpedo dizendo: “Coração de mãe não se engana. Eu sei que o cara é você”.O namoro foi mágico, afinal, antes de tudo, eram amigos, e conheciam profundamente um ao outro, sem mascarar os defeitos por uma paixão cega. Após 1 ano e 11 meses, lá estavam eles só sorrisos no altar, no casamento dos sonhos, que foi organizado com muito amor pelos dois e pelas suas famílias. Hoje, já estão com quase 4 anos de casados, e continuam sendo melhores amigos. Nenhum dia sequer ficou sem declarações de amor e afeto. O “eu te amo” foi dito verdadeiramente TODOS OS DIAS até hoje. E assim será até o Céu. Pois não estão juntos até que a morte os separe, mas sim até que a eternidade os una novamente.

Esta foi a história da minha vida, e resolvi compartilhá-la com você, que sonha em construir uma linda narrativa romântica também. Saiba que um grande amor não se encontra, mas sim se reconhece. O maior erro é achar que se pode transformar um namorado num melhor amigo, mas esta ordem é contrária ao sucesso e a favor da frustração. Um dos maiores segredos para a felicidade a dois é não procurar por um cônjuge, mas sim por um amigo, pois “o amigo ama em todos os momentos, e é um irmão na adversidade (Provérbios 17:17). 

Emanuelle Sales – Locutora em Rádio Novo Tempo

Leia outros artigos sobre relacionamento:



comments powered by Disqus

WordPress Video Lightbox