Jovens

J.A. 03/Out. Empatia a toda prova

“Porém o incenso que fareis, segundo a composição deste, não o fareis para vós mesmos; santo será para o SENHOR.” (Êxodo 30:37)

LOUVOR

Restaura – CD Jovem 2012 Cada Novo Dia – CD Jovem 2009 Sou de Jesus – CD Jovem 2006

TESTEMUNHO

SENDO UM JOVEM pastor, dedicado à pregação do evangelho e ao desenvolvimento espiritual da igreja, foram incontáveis as vezes que, visitando os membros, me tocou ouvir todo tipo de problemas e tentar oferecer apoio, alento, consolo e múltiplos conselhos.
Sem dúvida, a situação mais difícil na hora de apoiar uma pessoa era quando alguém perdia um ente querido. Toda pa- lavra, todo gesto e toda ação de empatia davam a sensação de serem insuficientes. Foi apenas quando perdi meu pai que compreendi a limitação de minha empatia para com as demais pessoas, mas então entendi mais plenamente que somente a empatia divina satisfaz e conforta verdadeiramente.

ORAÇÃO INTERCESSORA

Considerando que, como cristãos, somos um canal de bênçãos, apoio e consolo às pessoas, oremos para que Deus sensibilize nosso coração diante do sofrimento dos demais, a fim de podermos ser o braço de Deus durante os momentos em que as pessoas necessitam de nosso apoio e companhia.

MENSAGEM

Quando Deus ordenou a fabricação do incenso, este devia ter duas características importantes:
1) As especiarias deviam ser cuidadosamente escolhidas, visto que o produto devia ser um perfume aromático agradável, segundo a arte dos perfumistas.
2) Esse perfume deveria ser exclusivo. Ninguém poderia fabricar outro com essa composição.
O incenso que diariamente era oferecido a Deus representava as orações de cada um dos israelitas. Davi disse: “Suba à tua presença a minha oração, como incenso […]” (Salmo 141:1).

Sem dúvida, tudo o que contamos a Deus em oração, tudo o que sentimos no mais profundo do coração, Ele entende em sua verdadeira e plena dimensão. Tudo o que compartilhamos com o Senhor, no mais profundo de nosso coração, é aroma agradável e exclusivo, visto que Ele não olha para grupos de pessoas, mas para seres individuais e exclusivos. Sua empatia é a toda prova, porque “não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi ele ten- tado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado. Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna” (Hebreus 4:15 e 16).

ESPÍRITO DE PROFECIA

“[…] Diante do véu, separando o lugar santo do lugar santíssimo, encontrava-se o altar do incenso, de ouro, do qual a fragrante nuvem, com as orações de Israel, ascendia diariamente à presença de Deus” (O Grande Conflito, p.183).

MÃO NA MASSA

Louvor: As músicas devem estar relacionadas ao tema. Utilize músicas que falem da disposição de Deus não apenas em ouvir as orações, mas também em atendê-las como se aquele que pede fosse a única pessoa que Ele necessita socor- rer. Procure uma mensagem especial que, ao ser cantada, leve esperança e paz aos membros presentes.
Testemunho: Busque na igreja o testemunho de algum jovem que se sentiu incompreendido e que, em determinado momento, sentiu que Deus tinha todo o tempo para ouvir seu problema e dar-lhe uma resposta oportuna, em um momento de muita dor em sua vida.

Oração Intercessora: Nesta ocasião, poderá ser trazida uma réplica do altar de incenso. Peça que cada jovem escreva num papel pedido de oração importante, íntimo e mais anelado por seu coração. No final do culto jovem, queime todos os papéis na réplica do altar, fora da igreja.

Mensagem: É importante esclarecer os seguintes pontos:

1) Nossa empatia e sensibilidade sempre são limitadas.

2) Deus pode nos transformar em pessoas mais perceptivas e sensíveis à dor alheia.

3) Devemos encaminhar as pessoas ao nosso grande Sumo Sacerdote, que nunca Se cansa de nós.

4) Até os menores problemas são um aroma agradável para Deus e dignos de atenção exclusiva.

WordPress Video Lightbox