Música

O Engodo da Música Mundana

A música quando não abusiva, é uma grande bênção; porém, é uma terrível maldição quando mal usada.

A música quando não abusiva, é uma grande bênção; porém, é uma terrível maldição quando mal usada.

O ENGODO DA MÚSICA MUNDANA

Não havia valsas frívolas ou canções petulantes nas Escolas dos Profetas – A arte da melodia sagrada era diligentemente cultivada. Não se ouviam valsas frívolas ou canções petulantes que elogiassem o homem e desviassem de Deus a atenção; ouviam-se, porém, sagrados e solenes salmos de louvor ao Criador, que engrandeciam Seu nome e relatavam Suas obras maravilhosas. Fundamentos da Educação Cristã, p. 97

Quando Satanás toma conta – Tem havido em _____________ uma espécie de reuniões sociais inteiramente diversas em seu caráter, reuniões de prazer, que têm sido um opróbrio às nossas instituições e à Igreja. Essas reuniões estimulam o orgulho do vestuário, orgulho da aparência, a satisfação do próprio eu, a hilaridade e frivolidade. Satanás é recebido como hóspede de honra e toma posse dos que promovem essas reuniões.

A visão de um desses grupos me foi apresentada – grupo em que se achavam reunidas pessoas que professam crer na verdade. Uma delas achava-se a um instrumento de música e cantava canções que faziam chorar os anjos da guarda; havia ruidosa alegria, havia riso vulgar, abundância de entusiasmo e uma espécie de inspiração; mas a alegria era daquela espécie que unicamente Satanás é capaz de produzir. É um entusiasmo e uma absorção de que os que amam a Deus se envergonharão. Preparam os que deles participam para pensamentos e ações profanos. Tenho motivos para pensar que alguns dos que tomaram parte naquela cena arrependeram-se sinceramente do vergonhosos ato. Conselhos aos Professores, Pais e Estudantes, p. 306 ( Grifos acrescentados)

O Mau uso da música – Sinto-me alarmada quando presencio a frivolidade de moços e moças que professam crer na verdade. Parece que Deus não ocupa seus pensamentos. Sua mente é povoada de futilidades. Sua conversação é vazia e vã. Possuem um apurado ouvido para música e Satanás sabe que órgãos excitar para animar, monopolizar e atrair a mente de modo que Cristo não seja desejado. Os anelos espirituais da alma por conhecimento divino, por crescimento na graça, ficam por esperar.

Foi-me mostrado que a juventude deve assumir um padrão elevado e fazer da Palavra de Deus seu conselheiro e sua guia. Solenes responsabilidades repousam sobre os jovens, às quais consideram levianamente. A apresentação de música em seus lares em vez de conduzir à santidade e espiritualidade tem sido um meio para afastar as mentes da verdade. Canções frívolas e música popular do dia parecem adequadas ao seu gosto. Os instrumentos de música têm tomado o tempo que deveria ser devotado à oração.

A música quando não abusiva, é uma grande bênção; porém, é uma terrível maldição quando mal usada. Ela excita mas não comunica a força e a coragem que o cristão pode encontrar somente no trono da graça enquanto humildemente apresenta seus anelos; e com forte clamor e lágrimas suplica força celestial para fortificar-se contra as poderosas tentações do mal. Satanás está levando a juventude cativa. Oh, o que lhes poderia dizer para levá-los a romper esses poder de fascinação! O inimigo é um sedutor atraente, enlaçando-os para a predição. Testimonies, vol 1, pp. 496 e 497 (grifos acrescentados)

Satanás a usa para ganhar terreno – As coisas eternas têm pouco peso para a juventude. Anjos de Deus choram quando registram palavras e atos de professos cristãos. Adejam anjos em torno de uma habitação além. Jovens estão ali reunidos; ouvem-se sons de música em canto e instrumentos. Cristãos acham-se reunidos nessa casa, mas que é que ouvis? Um cântico, uma frívola canção, própria para um salão de baile. Vede, os puros anjos recolhem para si a luz, e os que se acham naquela habitação são envolvidos pelas trevas. Os anjos afastam-se da cena. Têm a tristeza no semblante. Vede como choram! Isto vi eu repetidas vezes pelas fileiras dos observadores do sábado, e especialmente em ___________.

A música tem ocupado as oras que deviam ser devotadas à oração. A música é o ídolo adorado por muitos professos cristãos observadores do sábado. Satanás não faz objeções `a música, uma vez que a possa tornar um caminho de acesso à mente dos jovens.

Tudo quanto desviar a mente de Deus, e empregar o tempo que devia ser votado a Seu serviço, serve aos fins do inimigo. Ele opera através dos meios que mais forte influência exerçam para manter o maior número possível numa aprazível absorção, enquanto se acham paralisados por seu poder. Quando empregada para bons fins, a música é uma bênção; mas é muitas vezes usada como um dos mais atrativos instrumentos de Satanás para enredar almas. Quando mal empregada, leva os não consagrados ao orgulho, à vaidade, à estultícia. Quando se lhe permite tomar o lugar da devoção e da prece é uma terrível  maldição.

Jovens reúnem-se para cantar e, se bem que cristãos professos, desonram frequentemente a Deus e sua fé por frívolas conversas e a escolha que fazem da música. A música sagrada não está em harmonia com seus gostos. Minha atenção foi dirigida aos positivos ensinos da Palavra de Deus, que haviam sido passados por alto. No juízo, todas essas palavras da Inspiração hão de condenar os que não lhes deram ouvidos. Testimonies, vol. 1, p. 506 ( grifos acrescentados)

Canções baixas e gestos lascivos – Entre os mais perigosos lugares de diversões, acha-se o teatro. Em vez de ser uma escola de moralidade e virtude, como muitas vezes se pretende, é um verdadeiro foco de imoralidade. Hábitos viciosos e propensões pecaminosas são fortalecidos e confirmados por esses entretenimentos. Canções baixas, expressões e atitudes licenciosos depravam a imaginação e rebaixam a moralidade. Todo jovem que costuma assistir a essas exibições se corromperá em seus princípios. Não há em nosso país influência mais poderosa para envenenar a imaginação, destruir as impressões religiosas e tirar o gosto pelos prazeres tranqüilos e as realidades sóbrias da vida, que as diversões teatrais. O amor a essas cenas aumenta a cada condescendência, assim como o desejo de bebidas intoxicantes se fortalece com seu uso. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, p. 302

Israel Enganado por Música Pagã – Balaão sabia que a prosperidade de Israel dependia de sua observância à lei de Deus e que não havia jeito de amaldiçoá-los a não ser levando-os a transgressão. Ele decidiu assegurar os presentes de Balaque e as honrarias que desejava, orientando os Moabitas de modo a trazer maldição sobre Israel. Aconselhou a proclamar uma festa idólatra em honra a seus deuses, e persuadiria os israelitas a assistirem-na de modo que se deleitassem com a música, e então, as mais belas mulheres midianitas seduziriam os israelitas levando-os a transgredir a lei de Deus e a se corromperem e também os influenciariam a sacrificar aos ídolos. Este conselho satânico foi muito bem sucedido. Spiritual Gifts, vol 4, p.49 ( grifos acrescentados)

Iludidos pela música e dança, e seduzidos pela beleza das vestais gentílicas, romperam sua fidelidade com Jeová. Patriarcas e Profetas , p. 479

Entretenimentos musicais com atmosfera religiosa – Tem-se sido revelado que nem as famílias que possuem o conhecimento da verdade têm colocado seus princípios em prática. Cada talento de influência deve ser sagradamente cultivado para o propósito de levar almas para o lado de Cristo. Moços e moças, não considerais que os vossos entretenimentos musicais, tais como os que estão sendo conduzidos em _____ estão realizando aceitável trabalho missionário. Tem se apossado deles um espírito de ordem diferente. Tivemos que enfrentar o mesmo espírito trinta anos atrás e sustentamos decidido testemunho contra ele em Battle Creek.

Deve-se encorajar uma decidida característica religiosa em todas as nossas reuniões. Luz tem-me sido dada decididamente por muitas vezes. Há trinta anos atrás, quando alguns se reuniam para exercícios musicais à noite, permitiu-se um espírito de galanteio e grande dano foi feito às almas, algumas das quais nunca se recuperaram. – Manuscrito 57, 1906

O perigo dos entretenimentos mundanos – Não é seguro para os obreiros de Deus tomar parte em diversões mundanas. Considera-se um dano para os guardadores do sábado associar-se com o mundo na música. Todavia, alguns estão em terreno perigoso. Desse modo, Satanás leva homens e mulheres a se extraviarem ganhando o controle de suas almas. Tão sutil, tão plausível é o trabalho do inimigo que não se suspeita soa seus artifícios, e muitos membros da igreja tornam-se mais amantes dos prazeres do que amantes de Deus. Manuscrito 82, 1900

 

Conselhos Sobre a Música

Ellen G. White
Compilado por: Arthur L. White

O povo do advento, qual peregrinos neste mundo, avança em direção a um mundo melhor. O futuro parece irromper já no presente; pois seu coração transborda de júbilo e sua experiência se reflete em seus cânticos. Embora não se questiona a importância da música na experiência cristã, discussões têm surgido quanto ao critério de sua seleção. – Deveríamos entoar apenas hinos tradicionais do cristianismo ou poderíamos acompanhar também a evolução musical de nossos dias? É a escolha da música uma questão individual ou existem critérios a serem seguidos?
A questão se afigura realmente complexa e de difícil solução; mas, nesta compilação podem ser encontrados alguns princípios relevantes, extraídos dos escritos de Ellen White, que permitirão uma avaliação mais detida do assunto, provendo critérios adequados para a seleção da música ouvida e executada em nosso meio.

Alberto Ronald Timm
Diretor Associado do White Estate

 

WordPress Lightbox