Missão Calebe

Passos para o êxito no projeto Missão Calebe

Pois qual de vós, pretendendo construir uma torre, não se assenta primeiro para calcular a despesa e verificar se tem os meios para a concluir? Para não suceder que, tendo lançado os alicerces e não a podendo acabar, todos os que a virem zombem dele, dizendo: Este homem começou a construir e não pôde acabar” (Lucas 14:28-30).

Um evento grande sempre traz grandes preocupações. Nenhum detalhe deverá ser passado por alto.

10 passos para o êxito

  1. Preparo espiritual

    Somente líderes espirituais podem dirigir igrejas espirituais. “Quando uma série de conferências é feita por obreiros de experiência em lugar em que vivem irmãos nossos, repousa sobre os crentes desse campo a solene obrigação de fazer tudo quanto está ao seu alcance para abrir o caminho para o Senhor atuar. Devem, orando, examinar a consciência e preparar o caminho para o Senhor, removendo todo pecado que os impediria de cooperar com Deus e com seus irmãos” (Testemunhos Seletos, Vol. 3, p. 344).

  2. Estar convencido e converter-se ao projeto. Somente assim poderá persuadir os jovens a se envolverem ativamente

    Um problema que surge diariamente na liderança é como fazer com que os outros compreendam e assumam os planos e cooperem com eles. Todo líder que deseja mobilizar e integrar os jovens na evangelização, em primeiro lugar deve estar convencido e convertido ao plano. Deve responder às seguintes perguntas: Entendo perfeitamente qual é a filosofia do ministério jovem? Conheço bem do que consiste o plano? Estou apto a responder a qualquer pergunta relacionada ao projeto? Quem poderá participar? Quais são os três componentes do Projeto? Quanto custará para realizá-lo? É vital conhecer minuciosamente todos os detalhes do projeto. A leitura dos seguintes livros pode ajudar na ampliação da visão do trabalho com os jovens:

    • Mensagem aos Jovens, Ellen G. White.
    • Serviço Cristão, Ellen G. White.
    • Salvação e Serviço, Malcon Alen.
    • Manual da Igreja.
  3. Oficialize o projeto mediante voto da comissão diretiva

    É fundamental que todas as ideias, antes de serem lançadas, sejam discutidas com a administração, com outros diretores de ministérios, líderes da União e com a equipe de apoio do departamento. O voto da comissão respalda, formaliza e dá identidade ao projeto. Não se deve começar a fazer promoção do projeto sem antes contar com o respaldo da comissão da igreja. Isso permite que todos estejam integrados e ativamente envolvidos no trabalho. Quanto mais conselhos forem buscados, menores os riscos de erros e maiores as possibilidades de alcançar os alvos. É importante lembrar que “as pessoas ajudam a executar o que ajudaram a planejar”.

  4. Estabeleça um dia para lançar oficialmente o projeto

    Esse dia é chave. As grandes empresas que desejam dar a conhecer um novo produto, determinam o dia de seu lançamento. Pense na melhor forma de vender o projeto, de motivar e de despertar o interesse dos jovens. Talvez, enviar-lhes mensagens eletrônicas convidando-os a participar. Esta programação pode ser realizada em uma reunião de pastores, de jovens ou em algum congresso ou retiro espiritual. Ela pode ser feita por regiões, por zonas ou em um lançamento geral simultâneo, usando a tecnologia de transmissão via satélite pelo canal executivo, etc.

  5. Divulgue, motive, recrute o tempo todo

    Pense na melhor forma de vender o projeto, de motivar e despertar o interesse dos jovens. Aproveite todas as oportunidades para falar do projeto e recrutar Calebes. Com criatividade, realize todas as ações que estejam ao seu alcance. Os jovens estão prontos para participarem desses projetos, apenas necessitamos motivá-los e convidá-los a se unirem ao plano. Algumas ferramentas úteis:

    • Apresentação em PowerPoint com fotos
    • Vídeos.
    • Cartazes.
    • Facebook.
    • Hi5
    • Correio eletrônico em cadeia.
    • Rádio.
    • TV.
    • Folhetos
    • Revista Adventista.
    • Lição da Escola Sabatina.
    • Boletins ou murais de avisos nas escolas, colégios, universidades.

    As pessoas que participam em sua equipe de apoio devem ser confiáveis, responsáveis e flexíveis. Ainda, devem estar acostumadas ao trabalho em equipe. Para ter êxito no desempenho, são necessárias reuniões frequentes da equipe de trabalho, com tempo adequado para a oração e estudo do Projeto e solução dos problemas. É necessário elaborar um organograma das funções.

  6. Defina o formato e a duração do projeto

    • Definir a data:
    • Quando e quantos dias irá durar (15, 20 ou 30 dias).
    • Considerar: clima, feriados, período de férias, etc.
    • Considerar também a facilidade da participação dos coordenadores.
    • Definir o lugar: Considerar as facilidades de mobilização.
    • Considerar a área de influência e de impacto.
    • Definir as responsabilidades de cada coordenador ou comissão.
  7. Estabeleça o número de lugares onde as equipes irão realizar o evangelismo

    Em coordenação com o pastor distrital e a igreja local, deve-se determinar o número de lugares que serão convertidos em centros de pregação. Examine detalhadamente seu território:

    • Há muitas áreas não penetradas pelas quais a igreja é responsável?
    • Há algumas regiões ou grupos de pessoas a quem a mensagem ainda não foi levada?

    No mundo inteiro há pequenas vilas, povoados, comunidades e cidades que necessitam ser alcançadas com o evangelho.

    “Há em nosso mundo muitos que estão mais próximos do reino de Deus do que supomos. Neste tenebroso mundo de pecado, o Senhor tem muitas jóias preciosas a quem Ele guiará Seus mensageiros. Há em toda parte os que assumirão sua atitude ao lado de Cristo” (Atos dos Apóstolos, p. 140).

  8. Projete suas metas e a assistência prevista

    As metas e os desafios são necessários em todo trabalho. Isso define o rumo a seguir e ajuda na elaboração do orçamento. Se não houver um alvo ou uma meta de participação, o planejamento e o orçamento podem se converter em um peso. Lembre-se que ninguém pode ir além de seus sonhos.

  9. Determine a quantidade de convidados que darão realce ao projeto

    Os convidados sempre dão solidez a um projeto. Estes podem ser líderes da Igreja mundial, da Divisão Sul-Americana, da União, de algum Campo, etc., personalidades ou representantes do governo. É necessário fazer as devidas provisões para atender a cada convidado da melhor forma possível. Se forem estrangeiros, talvez haja necessidade de tradutor.

  10. Elabore um orçamento e coordene com a tesouraria

    O orçamento não é apenas uma simples folha de cálculo, mas um documento que combine atividades de planejamentos e de gestão, incluindo a lista de gastos previstos, fontes de recursos, pagamentos, etc. Visto que esse projeto é 100% missionário, é essencial determinar quem estará envolvido na subvenção dos gastos. A seguir, apresentamos detalhes de alguns materiais importantes a serem considerados no orçamento da Missão Calebe.

    1. Camisetas com o logo Calebe.
    2. Jalecos para os projetos comunitários, com o logo Calebe.
    3. DVD (karaokê música inédita, propaganda, slides).
    4. Mochila ou pasta com o logo Calebe.
    5. Bíblias Calebe.
    6. Medalha da vitória.
    7. Cursos bíblicos.
    8. Seguro contra acidentes.
    9. Credenciais.
    10. Cartazes promocionais.
    11. Outdoor para o encerramento do projeto.
    12. Aluguel de ginásio, teatro ou arena para o encerramento do programa (dia da condecoração).
    13. Envio de materiais aos distritos missionários e centros de pregação.
    14. Presentes e lembranças aos convidados.
    15. Vídeo promocional.
    16. Filmagem das atividades do projeto.
    17. Gastos com o pessoal de apoio: hospedagem, alimentação (secretaria, contador, filmagem).
    18. Atenção aos convidados e transporte até os centros Calebe.

Veja mais informações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Lightbox