Liberdade Religiosa

Embaixador da Igreja

embaixador

A necessidade de defensores da liberdade religiosa em cada nível organizacional de nossa igreja, chamados de “Embaixadores da Igreja”, tornou-se uma prioridade. Assim como acontece com todas as minorias religiosas, muitas vezes, somos vítimas de preconceito uma vez que as autoridades e o público em geral não sabem quem nós somos. De tempos em tempos, tentamos compensar isso ao organizar eventos públicos, mas os mesmos não são apropriados se não há contato frequente com as pessoas ou se não se estabelecem relacionamentos.

Infelizmente, o preço que pagamos por essa negligência é, muitas vezes, caro demais. A Igreja deveria ter pessoas que possam representá-la ao público em todos os níveis da sociedade: desde a câmara municipal até o senado e congresso; com o prefeito do pequeno município ou cidade até o presidente do país. Será que estamos preparados para essa tarefa? A resposta é “sim”. Em cada igreja, associação, união, e divisão alguém foi designado como responsável dessa missão: o Diretor do Departamento de Deveres Cívicos e Liberdade Religiosa (DCLR). Não há necessidade para criar uma nova estrutura, mas há sim uma urgência para reforçar o que temos
ou deveríamos ter em cada igreja: um diretor de DCLR. Ele ou ela será o (a) “Embaixador (a) da Igreja” que trabalha ao lado do presidente da entidade da igreja ou com o pastor da igreja, aconselhando- o e dando informações sobre o relacionamento com as autoridades. Esse embaixador fará parte da rede mundial de diretores de DCLR.

É imprescindível munir nossas igrejas com “Embaixadores da Igreja” talentosos e comprometidos.

Eles se tornarão a imagem da igreja na vida pública da cidade, da região, do estado, província e do país. Há muitos membros de igreja que têm conhecimento e experiência na vida pública e que estariam dispostos a servir nessa posição. Devemos achá-los e prepará-los. Como vamos prepará-los? Será que temos recursos para ajudar aqueles que concordam em servir, mas necessitam conselhos, direcionamento e informação? Este manual, intitulado Embaixador da Igreja, chega como resposta para esse exato problema. De fácil leitura, com
muitas experiências e alguns princípios, ele vai se tornar o manual básico para o “Embaixador da Igreja”. Os leitores aprenderão princípios da diplomacia adventista, como organizar um evento e como atender autoridades. Oro para que seja lido não apenas por diretores de DCLR, mas também por pastores, administradores e todos aqueles que são chamados para representar a igreja em praça pública. Todos eles são “Embaixadores da Igreja”!
O Senhor está chamando cada um de nós para um trabalho especial. O apóstolo Paulo indica em 2 Coríntios 5:20: “De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse. Rogamo-vos, pois, a parte de Cristo, que vos reconcilieis com Deus”. O Senhor nos chama para esse trabalho especial como embaixadores para Cristo” ao reconciliar as pessoas com o Rei do Universo.

Que incrível tarefa e responsabilidade nos foi confiada pela graça de Jesus. É meu desejo fervoroso que em um futuro próximo a igreja será representada ante as autoridades por membros dedicados que responderam ao chamado. Precisamos de “Embaixadores da igreja” que vão honrar a igreja que representam e deixar nossos membros orgulhosos de ser parte dela. O exército de “Embaixadores da Igreja” vão ser embaixadores de reino vindouro de Deus, pois verdadeiramente Jesus logo voltará!

Ted N. C. Wilson, Presidente.
Associação Geral dos Adventistas do Sétimo Dia

Baixe o Manual completo aquí:

http://downloads.adventistas.org/pt/editoria/liberdade-religiosa/manual-de-liberdade-religiosa-embaixador-da-igreja/

 

WordPress Video Lightbox Plugin