Jovens

Visão Geral do Ministério Jovem 2018

Vamos conversar um pouco sobre visão, no sentido de planejamento: visão é uma imagem presente de um futuro desejado. A maneira que olhamos o futuro determina muito do nosso presente. Quando não temos uma visão clara do futuro, muitas vezes vivemos de um passado nostálgico. Salomão já dizia: “Onde não há visão o povo perece” (Provérbios 29:18).

Em nosso exercício de liderança com a juventude, não podemos nos dar ao luxo de não termos um bom planejamento, e é por isso que temos uma visão simples, porém bem definida para o Ministério Jovem.

Ao pensarmos nos atuais desafios ao liderarmos e conduzirmos jovens para um desenvolvimento integral e aproximá-los de Jesus, temos que manter o foco em alguns pontos importantes:

  • Primeiro, que Jesus seja o modelo de formação na vida de cada jovem adventista, a fim de se alcançar a própria maturidade espiritual.
  • Em segundo lugar, necessitamos firmar a visão do Reino de Deus em nossa própria vida, em tudo o que os nossos jovens são e fazem, bem como na comunidade onde estamos inseridos. Por meio de nossa liderança, devemos ter uma igreja relevante para cada jovem e para a comunidade.
  • Terceiro, a tarefa principal não é encher as reuniões de jovens. Nossa tarefa está centrada em lotar as cidades de novos discípulos de Cristo. Não se pode medir o sucesso do Ministério Jovem pela quantidade de pessoas que assistem a um evento, mas deveríamos medi-lo pela quantidade de discípulos que saem para cumprir a missão.

Atualmente a juventude não necessita mais informações porque online é possível encontrar de tudo. O que os jovens precisam urgentemente é de referências, modelos que inspirem e orientem sua vida. Em outras palavras, um mentor em seus processos vitais e, naturalmente, no desenvolvimento espiritual. Os jovens não querem pessoas perfeitas, pois são conscientes de que não existem, mas precisam, sim, que sejam honestos. Eu tenho que ser referência, você precisa ser referência.

Os altos índices de apostasia entre os jovens são realidade no contexto adventista ao redor do mundo. Uma pesquisa global, realizada pela igreja, apontou que a principal causa de abandono da fé adventista é a falta de amigos que apoiem a caminhada espiritual (41%). As duas razões seguintes também têm que ver com relacionamentos. Para mim estes indicadores são suficientes para mostrar qual deve ser nossa ênfase no trabalho com os jovens. Para tanto, o discipulado das novas gerações não pode ser encarado como uma tarefa meramente institucional. É um desafio coletivo da igreja, sem dúvida, mas vai além, é responsabilidade pessoal.

Precisamos de líderes que vivam o que pregam e que multipliquem a visão de discipulado. A inimiga mais furiosa da excelência é a acomodação e este é o momento de nos rebelar contra a inércia. Já é hora de passarmos por uma mudança radical na maneira pela qual temos liderado no Ministério Jovem, rumando para um discipulado intencional e integral. A terra fértil para o discipulado são as novas gerações, e é nesta etapa da vida que temos que investir tempo, recursos, ideias e tudo o que for necessário para formarmos uma juventude comprometida com a salvação e o serviço. Que cada um de nós enfatize o que é verdadeiramente “pão”.

Líderes, se a VISÃO do Ministério Jovem for formar jovens cristãos, maduros na fé e capazes de multiplicar o discipulado, então é possível afirmar que a nossa MISSÃO é fazer discípulos através da:

  1. Comunhão: Fortalecer o jovem no estudo da lição da Escola Sabatinae no projeto Reavivados por Sua Palavra. #PrimeiroDeus
  2. Relacionamento:Promover a participação ativa de cada jovem em um Pequeno Grupo e também na classe de jovens da Escola Sabatina. #VidaEmComunidade
  3. Missão:Comprometer mais jovens na missão de maneira pessoal, incentivando a participação na Missão Calebe, Um Ano em Missão ou como voluntário no SV

#MeuTalentoMeuMinisterio

 

RESUMO DA MISSÃO – 4 ÊNFASES (Atos 1:8)

  1. Jerusalém – Evangelizar parentes, amigos, vizinhos, etc. Cada um salvando um (1+1).
  2. Judeia – Missão Calebe.
  3. Samaria– Um Ano em Missão.
  4. Até os confins da Terra– Serviço Voluntário Adventista.

 

QUAL É A META PRINCIPAL DO MINISTÉRIO JOVEM?

 A meta principal do Ministério Jovem é que cada jovem tenha a experiência de viver em comunidade, participando ativamente de um Pequeno Grupo e unidade de ação da Escola Sabatina. Este espaço será o lugar onde o jovem aprimorará seus relacionamentos, será discipulado e desenvolverá seus dons para o serviço.

Tudo o que fizermos como líderes deve ter essa visão de discipulado de maneira clara, contundente e intencional. Que possamos repensar o nosso “sistema operacional”: É relevante? Responde aos questionamentos? Alcança as necessidades dos jovens? Vamos manter os nossos princípios, mudar o que for possível, adaptar o que for necessário e fazer os ajustes, conforme a realidade de nossos jovens. Não podemos esperar resultado diferente fazendo sempre o mesmo. Não se deixe enganar, o bom é o inimigo do ótimo.

Líder, seja ousado e avance com fé e determinação. Unidos nesta mesma visão eu creio que faremos do Ministério Jovem um canal de atração, desenvolvimento e restauração dos jovens para Cristo e Seu Reino, no presente e no futuro.

“(Aos jovens)… cumpre-lhes ser achados leais e verdadeiros, obedientes a toda palavra de ordem, apresentando aos outros o mais elevado motivo de ação, e mostrando-lhes as atrações do serviço de Cristo. Cumpre-lhes manifestar os louvores dAquele que os chamou das trevas para Sua maravilhosa luz” (The Youth’s Instructor, 13 de outubro de 1892 – FFD 150).

 

IMPORTANTE: Os jovens devem ser envolvidos em todos os grandes projetos da igreja. Veja o calendário:

  • Dez Dias de Oração: 22/02 – 03/03.
  • Semana Santa: 24/03 – 01/04.
  • Impacto Esperança: 26/05 (distribuição do livro) e 27/05 (feiras de saúde).
  • Multiplicação de Pequenos Grupos: Verifique a data de sua União.
  • Batismo da Primavera: 22/09.
  • Semana de Colheita: 17 – 24/11.

 

Pr. Carlos Campitelli

Ministério Jovem – DSA

WordPress Video Lightbox