Evangelismo

O Dom de Línguas Bíblico

Esse importante dom mencionado na Bíblia tem sido incompreendido pelos sinceros irmãos da atualidade. Há mesmo quem afirme que quem não fala em “línguas estranhas” não é batizado com o Espírito Santo (Contrariando totalmente o que está escrito em Efésios 1:13 que afirma sermos selados pelo Espírito a partir do momento em que cremos em Jesus e não no momento em que “falamos línguas estranhas”), ou seja, é uma espécie de “cristão de segunda classe”. Asseguram inclusive que a única prova de ser batizado com o Espírito Santo é falar “língua estranha”.

Definição e Propósito

Segundo a Bíblia, o dom de línguas é a capacidade de falar outra língua conhecida, em outro idioma (esse é o significado do termo grego para “língua”) com o objetivo de anunciar a boa notícia e salvação por meio de Cristo.

Mateus 28:19, 20 diz que devemos “ensinar as pessoas a guardarem todas as coisas…” Observe que, para ensinar, é indispensável conhecer a língua falada do estrangeiro. “A manifestação do Espírito é concedida a cada um visando a um fim proveitoso.” 1 Coríntios 12:7. Concluímos, obviamente, que o falar em língua deve ter uma utilidade; deve ser, ao menos, inteligível. Lembrando: que tenha um propósito evangelístico.

Esta experiência autêntica aconteceu com os discípulos por ocasião do Pentecostes (A palavra pentecostes é grega e quer dizer “qüinquagésimo (dia)”, pois essa festa era comemorada cinqüenta dias depois da PÁSCOA (Dicionário da Bíblia de Almeida – Sociedade Bíblica do Brasil).):

“Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar; de repente, veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados. E apareceram, distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, e pousou uma sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem. Ora, estavam habitando em Jerusalém judeus, homens piedosos, vindos de todas as nações debaixo do céu. Quando, pois, se fez ouvir aquela voz, afluiu a multidão, que se possuiu de perplexidade, porquanto cada um os ouvia falar na sua própria língua. Estavam, pois, atônitos e se admiravam, dizendo: Vede! Não são, porventura, galileus todos esses que aí estão falando? E como os ouvimos falar, cada um em nossa própria língua materna? Somos partos, medos, elamitas e os naturais da Mesopotâmia, Judéia, Capadócia, Ponto e Ásia, da Frígia, da Panfília, do Egito e das regiões da Líbia, nas imediações de Cirene, e romanos que aqui residem, tanto judeus como prosélitos, cretenses e arábios. Como os ouvimos falar em nossas próprias línguas as grandezas de Deus?” Atos 2:1-11.

O relato mostra que o dom de línguas foi dado para evangelizar. O verso 6 declara que “cada um ouvia falar na sua própria língua” o que cada seguidor de Cristo dizia e o verso 8 confirma: “e como os ouvimos falar cada um em nossa própria língua materna?” Pela terceira vez exclamaram os estrangeiros: “como os ouvimos falar em nossa própria língua as grandezas de Deus ?” (verso 11).

Havia, naquele lugar, cerca de 18 nações diferentes. Os apóstolos não tinham tempo e nem uma escola para aprender todos aqueles idiomas. Você percebeu? Houve uma “NECESSIDADE” de pregar o evangelho em um lugar onde havia muita gente (Deus não poderia perder aquela oportunidade!); por isso, o Senhor deu-lhes o dom de línguas estrangeiras. Note que os discípulos não falaram palavras ou sílabas sem sentido. Eram compreendidos em outros idiomas.

Há dois aspectos importantes a analisarmos o dom de línguas em Atos 2:

  1. A mensagem de Pedro centralizava-se em Jesus (Atos 2:22-36);
  2. O dom de línguas não foi acompanhado por um êxtase sentimental descontrolado. Observe que a mensagem foi compreendida de forma a haver resultados: 3.000 pessoas foram batizadas! (Atos 2:41);
  3. Paulo também afirma que as palavras usadas no dom são idiomas que precisam ser entendidos pelos ouvintes para que se convertam a Cristo. Não adianta nada falar num idioma que a pessoa não conheça: “Agora, porém, irmãos, se eu for ter convosco falando em outras línguas, em que vos aproveitarei, se vos não falar por meio de revelação, ou de ciência, ou de profecia, ou de doutrina? É assim que instrumentos inanimados, como a flauta ou a cítara, quando emitem sons, se não os derem bem distintos, como se reconhecerá o que se toca na flauta ou cítara? Pois também se a trombeta der som incerto, quem se preparará para a batalha? Assim, vós, se, com a língua, não disserdes palavra compreensível, como se entenderá o que dizeis? Porque estareis como se falásseis ao ar.” 1 Coríntios 14:6-9.
  4. “Assim vós, se com a língua não disserdes palavras compreensíveis, como se entenderá o que dizeis? Porque estaríeis como se falásseis ao ar” (ler também 1 Coríntios 14: 18, 19, 23).
  5. O dom de línguas é um sinal para os descrentes a fim de que ouçam as maravilhas de Deus no idioma deles. Não é um sinal para os crentes, conforme 1 Coríntios 14:22: “De sorte que as línguas constituem um sinal não para os crentes, mas para os incrédulos; mas a profecia não é para os incrédulos, e sim para os que creem.”

Portanto, tal dom não deve ser usado para orgulho pessoal. O dom de línguas é concedido para evangelizar outras pessoas de outras nações que não conhecem ao Salvador.

Regras a serem seguidas no uso do Dom de Línguas:

  1. No máximo três pessoas devem falar, de forma sucessiva e organizada, um de cada vez – 1 Coríntios 14:27;
  2. Deve haver tradutor (intérprete) – 1 Coríntios 14:28;
  3. Precisa ser entendido por todos – Atos 2:9-12;
  4. Cumprir o papel de edificar a igreja edifica a Igreja estando subordinado ao dom de profecia (1 Coríntios 14:1, 5, 26).
  5. Ser enriquecido pelo amor aos irmãos – 1 Coríntios 13:1 e 9.

Muitos cristãos de hoje ferem essas cinco regras frontalmente. Em muitas congregações, por exemplo, há certo número de pessoas e todos querem falar ao mesmo tempo. Não pode haver intérpretes porque os que falam não sabem o que estão falando.

Observação: Por que utilizar o dom de línguas no Brasil se todos falam o português?

Outros aspectos importantes a serem avaliados sobre o Dom:

  1. A gritaria não pode fazer parte da manifestação de qualquer dom – Efésios 40:30, 31;
  2. A pessoa tomada pelo Espírito Santo tem paz e domínio próprio (Gálatas 5:22, 23), ou seja, não cai no chão.
  3. O dom de línguas não provoca desordem na igreja. Em 1 Coríntios 14:33, 40 é dito que “Deus não é de confusão e sim de ordem e paz.” A obra de Deus sempre se caracteriza pela calma e a dignidade. Havendo barulho, choca os sentidos (ler Mateus 6:6; Gálatas 5:22, 23). Lembremos de que Deus não é surdo.
  4. O Espírito Santo somente é concedido aos que obedecem a Deus (Atos 5:32). Será que os que se dizem possuidores do Espírito Santo guardam todos os mandamentos de Deus? (ver Tiago 2:10). A pessoa que conhece a Palavra e de livre vontade desobedece a Deus, não tem o Espírito Santo, mesmo que possa parecer! “O que desvia os ouvidos de ouvir a lei, até a sua oração será abominável.” Provérbios 28:9.
  5. O fato de alguém falar em línguas não é prova de tenha sido batizado(a) pelo Espírito Santo. A Bíblia apresenta diversas pessoas que receberam o Espírito Santo e, contudo, não falaram em línguas, pois não era necessário. São elas:
    • Os samaritanos (Atos 8:17);
    • Maria (Lucas 1:35);
    • Estevão (Atos 6:5; 7:55);
    • Saul, o primeiro rei de Israel (l Samuel 10:10);
    • Gideão, juiz de Israel (Juízes 6:34);
    • Sansão, outro juiz (Juízes 15:14);
    • Zacarias, pai de João Batista (Lucas 1:67);
    • Bezalel, em tempos remotos (Êxodo 31:1-3);
    • João Batista e sua mãe (Lucas 1:15 e 41);
    • Os sete diáconos (Atos 6:1-7);
    • Jesus Cristo (Lucas 3:22).

Vemos que Jesus nunca falou em línguas. Será que Ele não tinha o Espírito Santo? Claro que tinha! Ele não usou esse dom porque não havia uma necessidade evangelística para tal. Exigir que todos os irmãos falem em línguas é querer dirigir o Espírito. É ir contra a soberania dEle, pois somente Deus Espírito Santo é quem distribui os dons como Ele quer: “Porém é um só e o mesmo Espírito quem faz tudo isso. Ele dá um dom diferente para cada pessoa, conforme ele quer.” 1 Coríntios 12:11.

  1. O termo “língua dos anjos” só aparece em l Coríntios 13:1, quando Paulo afirma: “Ainda que eu fale a língua dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine.” O apóstolo está apenas destacando que, mais importante que falar a língua dos homens e dos anjos, é ter amor. Não está afirmando que essa manifestação estranha de língua angélica fizesse parte de nossa pregação (leia Gênesis 18 e Apocalipse 22:8, 9, onde os próprios anjos falaram idiomas humanos para que pudessem ser compreendidos! Leia também Gênesis 19:15; Lucas 2:8-14; 1:16-18).
  2. Em Marcos 16:17 é dito: “Estes sinais hão de acompanhar aqueles que creem: em meu nome, expelirão demônios: falarão novas línguas.” O que significa “falar uma nova língua” na Bíblia? O texto original grego responde. Há duas palavras gregas diferentes para descrever o termo “novas” línguas: neós e kainós.
    • Neós é algo novo que não existia antes.
    • Kainós é algo novo que já existia.

A palavra empregada em Lucas 16:17 é kainós, indicando assim que as “novas línguas” faladas pelos discípulos de Jesus seriam novas apenas para eles que não as conheciam, mas elas já existiam!

Ilustrações

Ilustração 1: A pessoa tinha um carro, ano 2007, e trocou por um 2008. Para a pessoa que comprou, o carro é novo. Significa novo na “experiência”, pois o carro já existia. Assim é o dom de línguas em Marcos 16:17. Para a pessoa que aprendeu a nova língua, é nova (Kainós), mas o idioma já existia, era falado por um grupo de pessoas.

Ilustração 2: Certa vez, um pastor foi em um culto para “testar” se realmente aqueles cristãos entendiam o que estavam dizendo. No decorrer da programação ele recitou o Salmo 23 em grego. Um dos membros daquela igreja levantou-se e foi “interpretar” o que o pastor disse. Afirmou que Deus estava pedindo para que todos entregassem o coração a Jesus, sendo que o pastor apenas falou o Salmo 23 em grego, e ainda por três vezes! Imagine que “balde de água fria” foi para a congregação quando o pastor disse o significado verdadeiro das palavras e que o suposto tradutor estava mentindo.

Considerações Finais:

A língua falada é um sistema de linguagem em que os seres humanos, dotados de inteligência, se comunicam e se entendem perfeitamente. As “línguas estranhas” faladas em muitos cultos de hoje nada têm em comum com as mais de 3.000 línguas e dialetos existentes na Terra.

Por conseguinte, não possuem importância evangelística e nem servem para identificar quem é cristão consagrado ou não (lembre-se Efésios 1:13).

A teoria de que o genuíno dom de línguas se manifesta hoje na forma de línguas estáticas, não faladas atualmente por qualquer povo ou nação, carece de fundamento bíblico.

As várias alusões, na Versão Almeida Revista e Corrigida, a “línguas estranhas” (1 Coríntios 14) não aparecem no texto original grego (O termo línguas estranhas foi acrescentado pelo tradutor para tentar “facilitar” a compreensão do texto. Entretanto, dificultou mais ainda, dando apoio à idéia de que o dom de línguas bíblico é algo ininteligível) onde a expressão usada é simplesmente “línguas”.

Portanto, se estou falando a você em Francês (língua estrangeira) e você não sabe nada de Francês, para você estou falando língua estranha, pois não pode ser entendida. Mas isso não quer dizer que o Francês é um idioma que não pode ser entendível por ninguém. Daí surge a necessidade do intérprete.

Segundo nossos dicionários, interpretar é a “arte de determinar o significado preciso de um texto ou lei”, “fazer entender”. Traduzir é apenas converter cada palavra de seu estado estrangeiro (estranho) ao corrente (entendível). Portanto, não existe tradução sem interpretação.

E, não esqueça: o dom de línguas em Atos 2 (Atos 10, 19, 1 Coríntios 12-14) tem sempre um propósito evangelístico.

Se quiser aprofundar-se ainda mais no assunto, mantenha contato conosco.

Fonte: Escola Bíblica da TV Novo Tempo.

Autoria: Desconhecida.
Edição de Texto: Leandro Quadros.
Rede Novo Tempo de Comunicação

  • MARCELO

    NÃO TE CONHEÇO MAIS PORVENTURA TE CHAMAREIS DE LOUCO QUANDO ESTIVER FALANDO EM RUSSO?

    NÃO TE CHAMAREI DE LOUCO, MAIS SIMPLESMENTE ACHAREI QUE VC VEIO DA RUSSIA. POIS NÃO TE CONHEÇO. VEJA QUE VC NÃO SERA CHAMADO DE LOUCO POR TA FALANDO EM RUSSO.

    PELO CONTRÁRIO VOU ME MARAVILHAR ASSIM COMO AS PESSOAS DAQUELAS NAÇÕES OUVIRÃO O APOSTOLO.

    MAIS SIM EXISTE UMA LINGUÁ (DOM) EM FALAR EM LÍNGUA MAIS NÃO DOS HOMENS (ESTRANGEIRA) É O DOM QUE PARA MUITOS INFIÉIS E INDOUTOS SÃO LOUCURA.

    1 Coríntios 14:23
    Se, pois, toda a igreja se congregar num lugar, e todos falarem em línguas, e entrarem indoutos ou infiéis, não dirão porventura que estais loucos?

    • Vanessa Rodrigo

      Ola querido irmao Marcelo,Existia regras para O falar em linguas.e uma delas que gostaria de ressaltar seria em 1 cor:14:27…no maximo tres pessoas deviam falar de forma sucessiva e organizada.logicamente se alguem entrasse no templo (indouto..que nao conhecia outros idiomas…tinha pouca instruÇao nao saberia discenir quem estaria falando grego,hebraico,enfim outras linguas) ou infiel(nao convertido)….e avistasse todos falando em linguas ao mesmo tempo iria achar tudo uma loucura.Vale ressaltar tambem que palavra “lingua” do original grego (idioma que Paulo escreveu Corintios) se traduz por Gloss(o)…Lingua de contato..turco,arabe,espanhol,italiano…Mediante a isso fica bem claro…Um abraÇo…

      • irmã kimberly

        nada aver que voce falou vai buscar uma revelação de Deus para depois ir contra a crença de um irmão

  • MARCELO

    O dom de línguas estranhas é igual ao dom de profecias: “para que a igreja receba a edificação”

    Sim, é isso mesmo! O dom de línguas estranhas, com interpretação, é igual ao dom de profecia. Ou não?

    “Porque o que fala língua estranha não fala aos homens…”. Então, não pode estar falando uma língua idiomática. Pois, se assim fosse, alguém (homem) entenderia.

    “…se não a Deus; porque ninguém o entende…”. Somente Deus entende. Nem a própria pessoa que está falando entende.

    “…e em espírito fala em mistérios” Deus, pode, revelar seus mistérios a quem Ele queira. Somente saberá, a própria pessoa que fala, o significado, se o Espírito Santo revelar ao seu próprio espírito. Poderá também, essa revelação, ser dada a outra pessoa. Tudo para a edificação.

    “…edifica-se a si mesmo”. Falar línguas estranhas, mesmo sem interpretação, acrescenta fé, e acrescenta vida espiritual.

    “E eu quero que todos vós faleis línguas estranhas…”. O Apostolo Paulo aprova, mesmo sem interpretação, os crentes, falarem línguas estranhas

    “…a não ser que também interprete”. Falar em línguas estranhas no culto não contribui em nada para a edificação da igreja; a não ser que interprete, poi se houver interpretação esse dom se iguala ao dom de profecia. “para que a igreja receba edificação”.

    “…porque estarei como que falando ao ar”. Quem pronuncia línguas idiomáticas não está falando ao ar; haverá pessoas que entenderão.

    “…tanta espécie de vozes no mundo”. Línguas idiomáticas! Aqui sim, Paulo está se referindo a elas.

    “nenhuma delas é sem significação”. Nenhum idioma é sem significação, nenhum idioma fala somente a Deus, nenhum idioma fala “em mistérios”.

    “…procurai sobejar neles”. Devemos desejar sermos superabundante quando se trata de dons do Espírito Santo. Não nos faltar nenhum! “para a edificação da igreja”

    “Pelo que, o que fala língua estranha, ore para que a possa interpretar”. Se línguas estranhas fosse línguas idiomáticas, o estudo intelectual seria o necessário e não a oração.

    “se eu orar em língua estranha, o meu espírito ora bem”. “Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.”

    “Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento.” A Bíblia ensina a não somente orar, mas também cantar com língua estranha.

    “Dou graças ao meu Deus, porque falo mais línguas do que vós todos”. Será que Paulo poderia julgar a capacidade intelectual de todos em Coríntios?

    [alguns interpretam este versículo afirmando que Paulo falava mais línguas aprendidas do que os coríntios. Essa interpretação é incorreta, porque a palavra “mais” (grego mallon) não é um adjetivo modificando o substantivo “línguas”, mas um adverbio de intensidade modificando o verbo “falar”. Sendo assim, Paulo não disse “falo em mais línguas”, mas sim, “falo em línguas mais (isto é, mais frequentemente) do que todos vós] BEP.

    “Que fareis, pois, irmãos?”

    “…Quando vos ajuntais, cada um tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para a edificação. E, se alguém falar língua estranha, faça-se isso por dois ou, quando muito, três, e por sua vez, e haja intérprete. Mas, se não houver interprete, esteja calado na igreja e fale consigo mesmo e com Deus.”

    “Se alguém cuida ser profeta ou espiritual, reconheça que as coisas que vos escrevo são mandamentos do Senhor… …Portanto irmãos, procurai, com zelo, profetizar e não proibais falar línguas.”

    Portanto, a Bíblia ensina a procurar com dedicação e diligência o dom de profecia concedido pelo Espírito Santo e a não proibir o dom de línguas. São mandamentos de Jesus Cristo.

    • tayane

      Pelos meus conhecimentos deus da dons para cada um ,existem muitos dons e um deles e falar em linguas estranhas e uma forna de deus ti usar para edificacao sua ,comcerteza nao vamos pro ceu so por falar em linguas como muitos falaram temos que ter mudanca em nossas vidas

      • tayane

        Gostei de todos os comentarios que deus possa abeçoar cada um

        • Manson Grigori

          sou ateu, e admito que seu comentario foi o melhor, pois no ceu que vcs dizem, nao haverao pessoas que pensem diferente, serao todas uma so com um so pensamento, amo estudar de tudo e aqui estou eu lendo

  • Larissa Albuquerque

    1 Coríntio 14
    26“…Quando vos ajuntais, cada um tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para a edificação. E, se alguém falar língua estranha, faça-se isso por dois ou, quando muito, três, e por sua vez, e haja intérprete. Mas, se não houver interprete, esteja CALADO na igreja e FALE CONSIGO MESMO E COM DEUS”.

    Quando estamos reunidos cada um tem algo para a igreja, quem fala no púlpito fala para TODA a IGREJA, então poderíamos dizer que no momento em que um irmão recebe uma oportunidade este dará para a mesma algo para sua edificação pode ser um louvor, um salmo, um versículo, profecia, revelação, línguas, interpretação (das línguas)… Porém se este irmão segundo o Espírito Santo fala em línguas este deve interpretar, ou que haja outro intérprete para haver edificação dos irmãos. Deve haver interpretação, porque ele fala para toda a igreja. E há um limite, que sejam 2 ou no máximo 3, sucessivamente. Todavia, se não houver interprete então esteja calado na igreja ( perante a igreja) e fale em línguas consigo mesmo e com Deus. Por isso, que os irmãos que estão no banco falam consigo mesmos e com Deus e não estão falando para a igreja, mas o seu espírito fala em mistérios com Deus, somente ele e Deus. E para falar você mesmo e Deus não há limite, nem sucessão por isso coincide muitas vezes de falar ao mesmo tempo que outro irmão.

    2″Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios.
    4 O que fala em língua desconhecida edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja.
    5E eu quero que todos vós faleis em línguas, mas muito mais que profetizeis; porque o que profetiza é maior do que o que fala em línguas, a não ser que também interprete para que a igreja receba edificação.

    Mas alguém poderia dizer: – Não, a bíblia diz que só pode falar em línguas 2 ou no máximo 3 e um após o outro. É bem verdade, mas isso perante todos os irmãos. Quando diz, FALE CONSIGO MESMO E COM DEUS, é só o seu espírito e Deus.

    ….

    29E falem dois ou três profetas, e os outros julguem.

    30Mas, se a outro, que estiver assentado, for revelada alguma coisa, cale-se o primeiro.

    31 Porque todos podereis profetizar, uns depois dos outros; para que todos aprendam, e todos sejam consolados.

    Na profecia também há limite, no máximo 3. Porém, o versículo NÃO termina dizendo: profetize consigo mesmo e com Deus.
    Já no dom de língua sim, se não for para edificação da igreja então não fale para a igreja, se for edificação pessoal que esteja calado perante ela, falando apenas consigo e com Deus.

    L.A

    • Paulo Roberto

      Perfeita sua colocação Larissa. Existem 2 palavras em grego para definir tudo isto sobre línguas estranhas – uma é Dialektus, que só entende quem é estudado em línguas estrangeiras (fora do seu país de origem) e a outra é Glossa – que é a língua dos anjos, que só entende e interpreta para a igreja a quem Deus deu este dom espiritual para edificação da igreja, pois é uma conversa do homem com Deus, ou de Deus com o homem (servo do Senhor), quando assim Deus o quer usar através de seu Espírito Santo ou edificá-lo pessoalmente. Que Deus acrescente sabedoria a cada dia em sua vida.

  • Tatiane da Silva

    Quando na bíblia cita-se a passagem dos irmãos no Pentecoste não tratava-se de línguas estranhas conforme os dons espirituais, e sim de línguas repartidas para que todos conforme sua língua materna pudesse compreender.

    Em coríntios 14:1-4

    “1 Segui o amor, e procurai com zelo os dons espirituais, mas principalmente o de profetizar.

    2 Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios.

    3 Mas o que profetiza fala aos homens, para edificação, exortação e consolação.

    4 O que fala em língua desconhecida edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja.”

    No entanto “línguas estranhas” não é a mesma coisa que “linguas estrangeiras”.

    A paz do senhor Jesus.

  • Rogerio Nogueira

    Hoje estava assistindo o canal novo tempo e classificaram o movimento pentecostal de EXTASE EMOCIONAL …..LAMENTAVEL ouvir certos comentario de pessoas “”tão estudadas””

  • liliana

    Ouço muitas igrejas pastores a falar as mesmas línguas de forma repetitiva, parece que pr curarem alguém têm de falar assim… realmemte isto leva-me a pensar e tentar discernir segundo os principios biblicos. Ouço alguns pastores brasileiros que veém para portugal, e o comportamento em publico é todo muito comum, incluindo em falar linguas iguais e repetitivas sem interprete, penso se são ensinados assim qd tiram os cursos, é uma duvida!?
    Quando falamos linguas estranhas ou á quem chame lingua dos anjos, será que é mm dom de linguas!?
    A biblia tb fala que o Espirito santo intercede por nós com gemidos inesprimiveis…. serä isto… penso que há mt confusãom elativamente a este assunto e tenho tentado perceber alguns comportamentos humanos….
    Outra coisa ás vezes vejo pastores que veem especialmente do Brazil, e em que lá operao muitos milagres e na suiça também e em Portugal parece perderem os poderes, as pessoas que supostamente estao curadas, todas as semanas correm pr o altar pr receber a mm cura.
    Atenção confio que Deus pode Curar, e fazer muito mais, por vezes duvido é da acção do homem que se diz filho de Deus…. a propria biblia manda-nos estarcem alerta..

  • alesom

    É irmãos, realmente eu vi o que a irmã Tatiana da Silva postou, e é o trecho que eu também uso, o DOM DE LINGUAS ESTRANHAS EXISTE SIM, mais o apostolo Paulo afirma que bom seria, que aquele que tivesse o dom de linguas, também tivesse o dom de interpretar, para que dessa forma todos podessem receber o que lhe dizia o espirito santo. Acho triste os irmãos tentarem convencer o povo que linguas estranhas é o ingles, espanhol, italiano.Essa é uma das razões de eu não buscar um estudo humano, aquilo que eu não entendo, prefiro ficar para mim mesmo, e pedir que Deus me ajude a compreender.

    Em coríntios 14:1-4

    “1 Segui o amor, e procurai com zelo os dons espirituais, mas principalmente o de profetizar.

    2
    Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a
    Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios.

    3 Mas o que profetiza fala aos homens, para edificação, exortação e consolação.

    4 O que fala em língua desconhecida edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja.”

    • Felipe Batisti

      Eu estava procurando saber sobre o dm de linguas mas aprendi uma boa parte lendo aqui mas o que todos querem saber sao essas partes da biblia q o aleson sitou
      Sera q a biblia se contradiz ou falta pedir a Deus seu dom de revelaçao por a palavra nao vem so estudando mas sim ouvindo a voz de Deus
      Adorei o estudo me deu mais duvidas para buscar mais conhecimento nunca se entregue na primeira palavra busque conhecer todadaaas

    • Mary

      Concordo com você plenamente meu irmão!
      A verdade é que as pessoas tentam interpreta a bíblia por seu próprio entendimento… a sabedoria humana é tola…

    • Lidiane Miranda

      Mas irmão o que a bíblia verdadeiramente cita no dia do pentecostes é a “língua materna”… Como inventar ser uma língua desconhecida? Não podemos de forma alguma ir contra a bíblia….

      • Thiago Jordão

        minha filha ler 1 Corintios 14-2

      • Henrique Gabriel

        Segundo a hermenêutica toda interpretação que quebra um contexto de um versículo e uma interpretação errada entao irmã eu te recomendo pedir direcao de Deus para ter uma interpretação certa eu defendo a língua estranha por que falo

    • setentaesete

      Xenolália é a capacidade de falar uma língua estrangeira que o indivíduo desconhece, que não aprendeu nem foi exposto. Xenolália é um termo grego, onde xenos significa “estranho” e lalia “linguagem”.

      Xenolália é um termo muito ligado à religião Católica, uma vez que o termo aparece, de diversas formas, no Novo Testamento, nos livros de Atos e 1 Coríntios .
      Existe a semelhança com a palavra glossolalia, e muitas pessoas confundem seu significado. Glossolalia é o ato de falar línguas celestiais, muitas vezes como parte da prática religiosa, é também conhecida como a língua dos anjos. Algumas pessoas consideram a glossolalia como uma parte de uma língua sagrada, e outras acreditam que as vocalizações são sem sentido, e citam a hipnose, a doença mental, e aprendizagem social como explicações científicas.

      Uma das formas de expressão da glossolalia é o balbuciar de palavras ou sons sem sentido, esse fenômeno é encontrado em diferentes períodos e lugares da história das religiões. Para alguns estudiosos, a glossolalia é uma língua desconhecida, que lembra o som de instrumentos musicais tocados sem harmonia.

  • Alan

    certíssimo, pois assim como todos os assuntos abordados pela bíblia não se resumem em só um texto, todos usam o texto de 1 Coríntios 14: 2 e resumem o que vemos nas igrejas hoje, mas a sua origem não foi assim em Atos 2, pois as igrejas dizem que a lei de Deus é uma prisão para o homem, mas dizem para ser salvo é necessário ser batizado pelo espirito santo (falar em línguas), para mim isto é pior que a prisão (sou observador da lei, e dos mandamento de Deus), pois o espirito santo é quem divide seus dons, sendo assim aquele irmão sincero sofre pois não recebe este dom línguas, mas ele não consegue ver que recebeu um dom maior, que é o amor, pois confia em seus amigos, sem nunca ter analisado a fundo o caso.
    obs. não sou adventista, sou servo da igreja verdadeira que é Jesus Cristo.

  • Andrea

    Não sei se todos sabem, mas Paulo escrevia esta carta aos Coríntios, membros de uma comunidade que ele havia fundado há 4 anos antes, quando esteve em Corinto, uma cidade portuária muito rica e comercial aonde chegavam gente de todas as RAÇAS E RELIGIÕES à procura de uma vida mais próspera e mais fácil.

    Ou seja, era uma metrópole como Amsterdam hoje, vc via e ouvia gente e linguas do mundo inteiro. Era comum se ter nas reuniões da congregação ESTRANGEIROS, que falavam linguas ESTRANHAS ao povo de Corinto, buscando e também trazendo mensagens de edificação.

    Como NAQUELA ÉPOCA, qualquer homem adulto podia pregar ou presidir uma reunião, Paulo alertava para a questão das linguas, porque sua intenção com estas cartas, era restabelecer a UNIDADE, visto que a comunidade estava dividida, como estão hoje as nossas (muitas apoiadas em afirmações de pastores e pregadorese com argumentos sem base bíblica ou qualquer conhecimento histórico). Ou seja, como dizia o Chacrinha, quem nào se comunica se estrumbica”, se dá mal! Para haver uma UNIDADE, era importante que as pessoas DA CONGREGAÇÀO SE ENTENDESSEM! Portanto, aquele que trazia a palavra, deveria expressar-se em uma lingua, que era do entendimento de todos Ou, caso contrário, encontrar quem pudesse interpretar a língua na qual falaria à congregação!

    Cito como exemplo abaixo uma oração em “lingua estranha”, que muitas vezes saiu da minha boca em “culto”, sem eu entender, palavra por palavra, o que significava, assim como a maioria dos membros da congregação.

    “Pater noster, Qui es in caelis, Sanctificetur nomem tuum.
    Adveniat regnum tuum.
    Fiat voluntas tua,
    Sicut in caelo et in terra.
    Panen nostrum quotidianum da nobis hodie.
    Et dimitte nobis debita nostra, sicut et
    nos dimittimus debitoribus nostri.
    Et ne nos inducas in tentationem:
    ed libera nos a maloIn nominu Pátris, et Fílli et Spíritus Sancti. Amen”

    Quando o “pregador” citava esta oração nesta lingua estranha e nós a repetíamos, ele NÃO FALAVA AOS HOMENS alí presentes mas, a DEUS PORQUE DEUS E ELE ERAM OS ÚNICOS QUE ENTENDIAM o que era dito. Nem por isto, ou seja pelo fato de não entender o que significava, que não sentíamos a presença do Espírito, ao contrário, SE sentia muito mais reverência à Deus na igreja, do que hoje ou seja, em “espírito falávamos MISTÉRIOS”, palavras que eram enigmas para nós MAS, o meu espírito orava bem, e eu me edificava espiritualmente porque DEUS me entendia, mas o meu ENTENDIMENTO ficou SEM FRUTO (ICor.14:14). Ou seja, como eu não entendía nada, não podia nem explicar AO outro a minha PAZ de ESPÍRITO E EDIFICÁ-LO OU TRAZÊ-LO À CONVERSÃO!
    Se aquele que pregava falasse 5 palavras que a minha inteligencia pudesse entender, ou seja, em uma lingua que eu entendesse, seria melhor que as dez mil palavras naquela lingua desconhecida, como diz o apóstolo Paulo, no versículo 19 do mesmo capitulo 14 de ICor. Versículo inclusive, que o nosso irmão Marcelo, resolveu ocultar do seu relato abaixo, talvez por este versículo explicitamente contradizer a sua teoria até então, visto que o apóstolo deixa claro aqui o fato, de que ao falar de “linguas”, o texto trata de “idiomas”.

    Falar outros idiomas É SIM UM DOM! Traduzí-los simultaneamente TAMBÉM! se não fosse, todos aprenderiam facilmente qualquer outra lingua, como se fosse geografia e aqueles que conseguem aprender outras linguas, falariam tão bem como a sua lingua materna e além disto, também seriam tradutores e não O são!Quem fala qualquer outro idioma além do português aqui, sabe que nem todos que falam um idioma estrangeiro é um tradutor ou intérprete!

    Interpretar uma lingua não é apenas traduzir palavras aleatóriamente, mas sim compreender todo um contexto, inclusive cultural, da origem do idioma. Agora, entender uma lingua, interpretar o contexto e traduzir isto oralmente, em uma congregação, em uma outra lingua e, SIMULTANEAMENTE, não é algo para qualquer um! Nem que esta pessoa domine estes idiomas, ou seja, os tenha aprendido por anos a fio. Portanto, tem que orar MESMO para buscar este DOM, assim como o do discernimento bíblico!

    Bom pessoal,para concluir, como eu dizia à vcs anteriormente, eu orava em uma lingua estranha, que eu nao entendia e era edificada espiritualmente. Eu “falava ao ar”, até mesmo para mim mas, as palavras não eram sem significação como também diz Paulo (versiculos 9-13). Pois bem, elas pronunciavam a oração que Jesus nos ensinou: O PAI NOSSO! E a lingua estranha, que até agora era um “mistério” para alguns de vcs é o LATIM! Porém aquele que as pregava, sabia o significado, ou seja, ele conhecia aquilo que era um mistério para os outros mas não revelava. Para quem ouve um idioma que não conhece, está nada mais, nada menos, que escutando sons estranhos, enigmáticos e com uma mensagem que é um mistério, simplesmente porque ele NÃO ENTENDE O QUE SE ESTÁ SENDO DITO, se entendesse, não seria mais um mistério!

    Outra coisa importante de se entender, era que como diz Paulo (ICor.14:21-22), o falar da lingua desconhecida pelo pregador tinha a função de EVANGELIZAR, já o PROFETA, como cita Paulo ICor.14:1-4) ele já era da comunidade, portanto FALAVA, EXORTAVA e CONSOLAVA na mesma lingua dos JÁ cristãos DAQUELA CONGREGAÇÃO que, repito de passagem, se encontravam DIVIDIDOS entre servir à Jesus ou à luxuria e imoralidade de Corinto.

    Claro que Paulo para restabelecer a UNIDADE na igreja, teria que dar prioridade à edificação dos já membros da comunidade, do que à evangelização daqueles visitantes estrangeiros que chegavam à uma congregação, que se encontrava DIVIDIDA e brigando no momento. Ou seja, é por isto que em NENHUM contexto desta carta, ele coloca o dom de falar em línguas como de importância primordial para a comunidade NESTE MOMENTO HISTÓRICO DE CORINTO e, muito menos afirma, como muitos pregadores e pastores, que aquele que não fala em “linguas estranhas” não é batizado pelo Espírito Santo. Se falar em linguas fosse uma “prova/condição” do batismo pelo Espirito Santo, porque Paulo estaria dizendo que preferia que buscassem o dom de profecia ao de linguas? (ICor14:5) Por acaso Paulo colocaria restrições para isto? (ICor14:26-28)

    Quanto ao movimento Pentecostal de hoje,ele deveria procurar entender melhor, que a razão do cumprimento desta profecia de Joel,como nos conta claramente o apóstolo Lucas em Atos2, o episódio do primeiro Pentecostes logo após a morte de Jesus, (aonde toda esta história de linguas começou) foi para chamar os NÃO cristãos à conversão NAQUELA ÉPOCA, no começo do trabalho de evangelização dos apóstolos, naquela ocasião ÚNICA E ESPECIAL,aonde varias nações estavam reunidas. Além disto,entender também que para QUE ESTA PROFECIA se tornasse fato, precisava-se primeiramente deste ENTENDIMENTO DA PALAVRA, DO EVANGELHO, DA MENSAGEM, o que não se obtém com CONFUSÃO!

    Me lembro que um dia visitando uma igreja evangélica em outra cidade, buscando ouvir a palavra de Deus, tive que me retirar por causa dos gritos e sapateados, insitados pelo pregador, que os membros da comunidade pareciam competir entre sí, para definir quem era o mais “barulhento ou louco”.Eu não entendia NADA de tanta CONFUSÀO. Fiquei pensando se ao contrário de mim, tivesse ido à esta igreja, uma pessoa carente de EDIFICAÇÃO, da Paz e do Amor e Conforto da Palavra de Deus…

    Ao contrário do que se entende hoje em muitas igrejas pentecostais, o NOVO PENTECOSTES, (episódio que se conta em Atos 2) que dá nome e “inspiração”à muitas igrejas de hoje, foi o CONTRÁRIO do que houve em Babel (confusão), ou seja, através do falar em “linguas estranhas”, houve compatibilidade entre os que pregavam e os que recebiam a mensagem E, sendo assim, ENTENDIMENTO entre os apóstolos e as doze nações de linguas DIFERENTES das deles, o que resultou na EDIFICAÇÀO e conversão de 3.000 pessoas! Se tivesse sido aquela gritaria e confusão de sons que costumamos ouvir em muitas igrejas por ai, ninguém teria entendido NADA E MUITO MENOS SE EDIFICADO E CONVERTIDO.

    Portanto irmãos, oremos e busquemos com toda HUMILDADE obter de Deus o dom não só de linguas/interpretaçào, para levar a mensagem de Jesus aos quatro cantos do mundo mas, PRINCIPALMENTE o do DISCERNIMENTO e ENTENDIMENTO da Sua Palavra.

    • Paty Oliveira

      ”Portanto quem se expressa em lingua estranha, não fala aos homens, mas a Deus. De fato ninguém o compreende, pois em espírito fala em mistério…. quem fala em uma determinada lingua a si mesmo se edifica” (1 Corintios 14:2;4)

  • Felipe Blu Santos

    muito bom! gostei das palavras de ensinamento que vcs escreveram ! aqui nas igrejas eles fazem um berreiro falando palavras que eles não entende e acham que estão falando linguas estranhas e ninguém consegue interpretar totalmente fora dos ensinamentos da Biblia

    • Lidiane Miranda

      O engraçado Felipe é que geralmente são palavras repetidas, e de nada acrescenta espiritualmente a igreja…Penso em que muda a vida dessa pessoas que dizem serem batizadas pelo Espírito Santo, pois o verdadeiro batismo é visto na mudança de vida e projeto de salvação pela vida dos outros.

      • Israel Cardozo Queiróz

        Atos 19:
        1 E sucedeu que, enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo, tendo passado por todas as regiões superiores, chegou a Éfeso; e achando ali alguns discípulos,
        2 Disse-lhes: Recebestes vós já o Espírito Santo quando crestes? E eles disseram-lhe: Nós nem ainda ouvimos que haja Espírito Santo.
        3 Perguntou-lhes, então: Em que sois batizados então? E eles disseram: No batismo de João.
        4 Mas Paulo disse: Certamente João batizou com o batismo do arrependimento, dizendo ao povo que cresse no que após ele havia de vir, isto é, em Jesus Cristo.
        5 E os que ouviram foram batizados em nome do Senhor Jesus.
        6 E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e falavam línguas, e profetizavam
        7 E estes eram, ao todo, uns doze homens. .

        ”Eu quero que todos vocês falem em línguas estranhas” (1Co.14:5)
        .
        “Eu agradeço a Deus porque falo em línguas mais do que todos vós” (1Co.14:18)
        .
        “Assim, irmãos, procurem sempre anunciar a mensagem de Deus, mas não proíbam que se fale em línguas estranhas” (1Co.14:39)
        .
        “Portanto, o dom de falar em línguas estranhas é um sinal de Deus para os incrédulos, e não para os cristãos.” (1Co.14:22)
        .
        “Aos que crerem será dado o poder de fazer estes milagres: expulsar demônios pelo poder do meu nome e falar novas línguas” (Mc.16:17) Pregar textos fora de contextos é barbada para tentar impor as pessoas que desconhecem as escrituras, fato comum entre seitas, como a de dizer que Cristo viria em dia, mês e ano
        marcado(22/10/1844), se na própria bíblia em Mateus 24:42 diz: Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor.

        Aceitem que Ellen White e Wiliam Miller são uma farsa falsos profetas, e que a lei teve seu fim com a vinda de Cristo: Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê. Romanos 10:4, ESQUEÇAM O SÁBADO E COMIDAS IMPURAS: Em Atos 10:10-16, onde Deus mostra a Pedro que comer animais que para a lei eram impuros NÃO era transgredir a vontade de Deus. Vivam o verdadeiro evangelho que é Jesus Cristo. Fiquem na paz de nosso Salvador Jesus Cristo.

        • Luís Gustavo

          Exatamente. 1 Corintios 14:1-4 É bem claro. Línguas estranhas é bíblico sem a menor sombra de dúvidas.Ellen G. White foi uma falsa profetisa sim, não tem como negar. Querer inventar doutrinas fora da bíblia, como estimar a data da volta de Cristo, por si só já é mais que motivo para perceber que de Deus, ela não tem nada. Façam o seguinte: Com tantas interpretações erradas da bíblia, orem a Deus e peça que Ele lhes guiem em direção a verdade. Não estou dizendo que a minha posição é a verdade. Mais que PAREM DE ACREDITAR EM TUDO QUE SEUS PASTORES OU LÍDERES DIZEM, MAIS ANTES LEIAM A BÍBLIA E PEÇAM AJUDA DO ESPIRITO SANTO. Não falo só da Adventista do Sétimo dia e sim de TODAS AS IGREJAS. Sou assembleiano e discordo de muitas posições adotadas na minha igreja, assim como de muitas outras denominações. Temos que aceitar que o homem é um ser passível de falhas e de que NOSSA IGREJA PODE SIM ESTAR ERRADA, não é antibíblico duvidar da doutrina ensinada em algumas igrejas. O que é antibíblico é aceitar tudo que nos é ensinado sem antes conferir a bíblia e, obviamente, o próprio Deus. Lembre-se ler a bíblia sem orientação de Deus é inútil.

          • Nando Di Médice

            Querido, Ellen White nunca marcou data pra volta de Jesus. Quem marcou foi Guilherme Miller. Ellen White proibiu foi a marcação de datas! Leia o livro “Vida e Ensinos” que é uma biografia dela, e você verá que você está enganado.

            Se houver outro erro por parte dela, pra que você alegue que ela é profetiza falsa, fique à vontade pra mostrar. Mas seja honesto e busque isso nos livros dela, com página, edição, data e etc, como uma pesquisa científica decente faz. E também mostre isso respeitando o contexto do livro, capítulo, e o tempo em que ela escreveu. Buscar recortes de sites apologéticos que só sabem mentir sobre todas as denominações, menos as deles, é algo desonesto. Não caia nessa malha.

            Quanto a discordar da Assembleia de Deus (igreja a quem respeito), eu também discordei. Foi por isso que saí dela, e tornei-me adventista. Não vejo sentido em permanecer numa religião cujos ensinos não aprovo, e não vejo base bíblica para os mesmos.

            Forte abraço, com respeito em Cristo.

        • viviane pereira

          Sou batizada no Espirito Santo, Ele se manifesta sim por linguas estranhas, é algo sobrenatural, em que ficamos edificados, numa alegria, porque somos consolados, nosso coração fica limpo longe de tristezas, é maravilhoso. Ele é consolador, a lingua estranha edifica tanto o ser pessoal quanto a igreja no caso de interpretação como profecias sim. O que dizer de Joel 2? Concordo com o comentário bíblico acima de atos 19 e 1Cor. 14:5

        • fogo puro

          em primeira Coríntios 13 está escrito ainda que eu falase a língua dos homens e dos ANJOS já que está em dúvida o falar em línguas alguém pode me dizer em qual língua falam os ANJOS faça uma reflexão quem sabe assim vc vai entender o dom de línguas

          • xico

            com sertesa e outra língua tem pra edificação do corpo e da Igreja

          • Paty Oliveira

            ”Portanto quem se expressa em lingua estranha, não fala aos homens, mas a Deus. De fato ninguém o compreende, pois em espírito fala em mistério…. quem fala em uma determinada lingua a si mesmo se edifica…'(1 Corintios 14:2;4)

          • Rafael

            Ué, quando Gabriel falou pra Maria que ela ia ser mãe de Jesus, como Gabriel falou?

        • Nando Di Médice

          Meu caro, penso que quem pegou texto fora do contexto foi você. A história dos 12 discípulos não termina em Atos 19:7 e sim no verso 10 (continue lendo o texto) – eles receberam o dom pra anunciar o Evangelho ousadamente em todos os países da Ásia.

          O termo língua estranha, que você citou em I Cor. 14:5 não consta no original .. pegue sua Bíblia e veja que a palavra estranha está entre colchetes ou em itálico. Depois vá às palavras introdutórias dos tradutores da Bíblia que você usa, e veja que eles explicam que sempre que uma palavra está em colchetes ou itálico, é porque tal palavra não existe, mas eles fizeram acréscimos pessoais.

          I Cor.14:39 tá certo! Mas ele continua! Leia o verso 40, e não desconsidere os versos de 19 a 28! rsrs … Paulo manda que se fale em línguas, mas nas condições que ele mostra no capítulo todo. Contudo, quem falava em línguas incompreensíveis (versos 6 a 17), deveriam ficar calados (verso 28); e se teimassem em falar, deveriam ser ignorados por toda a igreja (verso 38), porque tais pessoas desprezam um mandamento de Deus (versos 37 e 38).

          Marcos 16:17 … no original grego “kainós glossa” … (idioma existente que será uma novidade para vocês).

          I Cor. 14:22. Esse texto diz tudo: esse dom é sinal pra incrédulos, e não pra crentes! Precisa que Paulo desenho pra explicar melhor?

          • Paty Oliveira

            ”Portanto quem se expressa em lingua estranha, não fala aos homens, mas a Deus. De fato ninguém o compreende, pois em espírito fala em mistério…. quem fala em uma determinada lingua a si mesmo se edifica…” (1 Corintios 14:2;4)

    • Guest

      berreiro seu nariz ..vai se liberta vai

  • irmã kimberly

    primeiramente busque uma revelação de Deus porque Deus não faz acepção de pessoas mais com cada um ele trata diferentemente no pessoal assim como em Êxodo que caiu maná do ceu e cada uma ali sentiu um gosto diferente do maná.(quem sabe as leis da biblia sabe sobre o maná)

    assim sera em cada um de nós, não vamos acreditar em oque o humano fala porque quem da a sabedoria é Deus, Pedro diz que antes de ler a biblia nós devemos orar e pedir interpretação do Espirito Santo. ” O meu povo perece por falta de conhecimento. Oséas 4:6″

    “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertara”- João 8:32 diz o Senhor

  • A̶n̶a̶ L̶u̶i̶z̶a̶

    A palavra de Deus e clara quem ver a sua Gloria não aguenta ficar de pé e perde suas forças

  • TheJotta Junior

    Creio no que foi escrito pelo site, agora seria interresante que quando algum texto fosse postado ele fosse revisado pq alguns texto biblicos citados não estão batendo com os textos da biblia. Tem erros simples que poderia ser evitado com atençao, por exemplo é citado a passagem de Marcos 16:17 e logo abaixo diz que é em Lucas 16:17, e quando lemos mais um pouco já esta escrito Marcos de novo. Outra passagem que não bate é de efesios 40, sendo que o livro de efesios não tem nem 40 capitulos.

  • julio santos

    Gente… lingua estranhas nao tem nads a ver com idiomas……. pois paulo falava de. Uma lingua diferente…. alguem de vcs q se achao sabios… podem me responde por q em atos fala de tipos de lingua… repartidas como de fogo… oq seria essas linguas… e paulo deixa bem claro em 1 corintios 14: 2… q diz PORQUE O QUE FALA EM LINGUAS DESCONHECIDA( NAO FALA PARA HOMENS) Porque ninguem o intende e em espirito fala em misterio.. ou seja ninguem o intede por nao e edioma…. por que linguas q paulo fala nao e ediomas….. voces pulam muitas portes.. Paulo nao proibiu ninguem fala linguas istranhas… ao contrario a vontade de Paulo e que todos falasse. Em linguas estranhas… mas q orasse para Deus o revela…Leia. 1 corintios.14: 5 EU QUERO QUE TODOS VOS FALEIS EM LINGUAS.. MAS MUITO MAS Q PROFETIZE PORQ PROFETIZA E MAIOR… A NAO. Q OQ FALE INTERPRETE PARA TODA IGREJA…… VCS PULAO MUITAS COISAS…. NAO E EDIOMA…. POIS HOMEN NAO PODE INTERPETRA SOMENTE DEUS PODE DA A REVELACAO….. NAO E PROIBIDO…. PAULO TINHA SUAS OPINIOS POIS ERA HOMEM COMO NOS… POIS ELE DISSE BOM SERIA SE HOMEM NAO TOCASSE EM MULHER……. MAS DEUS DISSE NAO E BOM Q O HOMEM VIVA SO…… OPINIOS DE ESCOLHA TODOS TEMOS….

    • carol

      concordpo com vc

  • Guest

    Leias 1 corintios 14 inteiro… La é bem claro que EXISTE SIM o dom de linguas estranhas… Pregue o evangelho de forma correta! É por isso que o cristianismo é tão escandalizado hoje em dia, por conta de gente que diz o que quer e não o que realmente é.

    • EDUARDO MESQUITA

      PRIMEIRAMENTE UM OLÁ A TODOS,,
      IMAOS A PARAVRA DE DEUS FALA Q “MALDITO É O HOMEM QUE CONFIA NO OUTRO” ENTAO VES TEM DUVIDAS SOBRE A PALAVRA ? DOBREM OS JOELHOS E TIREM SUAS DUVIDAS DIRATAMENTE COM O CRIADOR DELAS ,ASSIM VCS CONFUNDEM A MENTE DOS NOVOS CONVERTIDOS ,JA IMAGINARAM QUANTAS VIDAS DESISTIRAM POR LER VCS DEBATENDO ENTRE SÍ ????? VIGIA IRMAOS ……VIGIA!

      • maykon

        DEUS e maravilhoso não deixe as duvidas desanimar vcs que estão lendo eo acredito nos mandamentos e faço o possível de guardá-los e acredito no dom de língua acredito que Deus usa quem ele que na forma que ele que.claro nada e bagunçado e com desordem, vc que estar lendo nesse momento nao deixe de adora a Deus ele e unico em sua vida se entregue realmente a ele. fique todos com a paz do Senhor…

        • Rui Brum Junior

          Meus queridos irmãos que a paz de Deus estejam com todos vós. Sou Adventistas sim creio na Biblia e nas profecias que ela nos apresenta, só que temos que nos ater para todas as verdades que nela existem, muitos de vós estão apegados em línguas estranhas e esquecem das doutrinas das leis de Deus, da alimentação e pior muitos de vós andam com a Bíblia em baixo do braço e esta na prostituição esta tentando levar vantagens contra o seu próximo, meus queridos a salvação é um conjuntos de crenças e fidelidades a palavra de Deus. Portanto eu não perco tempo discutindo e debatendo sobre certos assuntos eu faço a minha parte cabe a Deus ver a sinceridade do meu coração e se da forma que estou vivendo e servindo se estiver errada cabe a Deus e seu Espírito me mostrar. Até que isso não aconteça vou seguindo e cumprido exatamente aquilo que esta na bíblia, não jugo ninguém, e nem as outras religiões, pois o julgamento cabe a Deus quando Ele voltar.
          Deus abençoe e ilumine a cada um de vós.

      • João

        Bom dia queridos!
        por essa interpretação acima é q surge tamanha dúvidas!
        Onde está na biblia:
        Maldito o homem que confía no outro?
        está na bíblia:
        Maldito o homem que confía no homem!
        ou seja em sí próprio…
        Pois o homem não conhece nem mesmo a sí..
        devendo confiar apenas em Deus!

        Mais isso vai de interpretação
        cada um tome para sí da maneira q acha correta!

    • Thiago Jordão

      Muito bem explicado, quem não acredita em linguas estranhas não acredita na bíblia,está bem claro que existe sim linguas estranhas 1 Corintios 14-2

  • Gabriel

    o pastor explicou bem de mais porém a conjuncão não é advesartiva pois trata de uma construcão subordinativa adverbial seria ela então concessiva. Dando ideia de contadicao. o pastor só se equivocou no nome tecnico da conjucao mas ainda bem que as duas dão o mesmo sentido.

  • wilson

    Não devemos discutir sobre a palavra de Deus,para que os irmão reflita se o falar em línguas estranha fosse outros idiomas não precisaria do dom de intepretar e sim estudar outras idiomas, quando Paulo diz 1 coríntios 14:2 Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios. Veja não fala aos homes …por que ninguém entende, esta claro então que não é outros idiomas, veja quando Paulo diz Senão a Deus, Irmãos esta na palavra.
    Deus abençoe a todos.

  • Pâmela Lima

    Excelente ,esses textos foram essenciais para minha pesquisa ! Que Deus continue abençoando .

  • Luiz de Castro

    palavrinhas decoradas… XALALALA… DECANTARAMANAIS… SURIAMANAI… ALGO assim… ninguem entende viro moda isso aew POR ISSO QUE EU SIGO A DEUS SOZINHO PAREI DE FREQUENTAR IGREJAS…

  • Valéria

    Corrigindo: Efésios 4:30,31. Não existe capítulo 40 em Efésios.

  • dumafra

    Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus,porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las,porque elas se discernem espiritualmente.(1Co 2:14)

    Os senhores são doutores,teólogos,mestres,,,parabéns.
    sou apenas um irmão de uma pequena igreja,muito
    cheia do Espirito Santo,tem dom de profecia,revelação,discernimento de espirito, linguas estranhas e variedade de linguas.Aqui tem analfabeto que é profeta e agora?
    porque somos nascidos de novo.(Jo 3:3)
    Os senhores são como Nicodemos(Jo 3:10)
    Inchume de palavras(1Co 4:19,20)
    Deus usa quem Ele quer…(1Co 1:27)
    Naquele dia a gente vai ver(Ap 22:18-20).

    A paz do Senhor
    Maranata.

  • carol

    Olha eu sou da igreja Vida E Paz…a muita coisa de Deus que são simplesmente mistérios, mas o falar em línguas estranhas é sim falar com Deus, é sim a língua dos anjos…sou batizada na Espirito Santo falo em línguas estranhas,já tive revelações em sonhos,ja profetizei…sou instrumento nas mãos de Deus…NÃO FALO ISSO PARA ME APARECER NEM ME GLORIAR,POIS TUDO QUE FAÇO É PARA HONRA E GLORIA DO MEU SENHOR…falo isso porque sou testemunho vivo de que os dons do Espirito Santo são sim verdadeiros..a igreja adventista não acredita sequer no Espírito Santo….fico imaginando Jesus decepcionado…..imagina então o Espirito Santo…quando Jesus foi pro céu depois da sua ressurreição Ele nos diz que vai mais deixa o Espirito Santo conosco….ha uma grande inverdade no que as pessoas falam sobre isso, pois muitos nao acreditam…é uma pena….pessoas com os olhos escamados por satanás…impedindo eles de enxergarem aquilo que não conhecem….que todos fiquem na paz…

    • Enio

      Amiga quem disse pra vc que os Adventista não acredita no Espirito Santo? Você está enganada, visite uma igreja adventista.

    • Nando Di Médice

      A Igreja Adventista não acredita sequer no Espírito Santo?

      Filha, pra um instrumento nas mãos de Deus, a mentira não cai bem! Prefiro supor que você desconhece completa e totalmente as crenças adventistas pra falar uma barbaridade dessas. Leia o livro Nisto Cremos, cap 4 “Deus, o Espírito Santo”, ou simplesmente vá a um culto adventista, e você verá que está totalmente enganada!

      Não duvido de sua experiência pessoal, e respeito. Mas a Bíblia afirma categoricamente que as experiências e emoções não constituem padrão de fé (I João 3:20), porque as emoções enganam (Jeremias 17:9), e até mesmo as emoções, em relação aos dons, podem constituir um laço de engano para as pessoas (Atos 8:5 a 23). Em matéria de fé, apenas o Está Escrito é a única segurança contra as ciladas de Satanás (Mateus 4:4).

      Neste caso, deixe a Bíblia falar. Dê às Escrituras a oportunidade de dizer a verdade. Afinal, elas são a verdade que santifica (João 171:17) e liberta (João 8:32).

      O meio de estudar a Bíblia é simples:
      a) Não dê interpretações pessoais (II Pedro 1:19 a 21)
      b) Não ultrapasse aquilo que está escrito (I Coríntios 4:6)
      c) Compare todos os textos que falam de determinado assunto, em todos os livros da Bíblia (Isaías 28:10 e 13; Lucas 24:27, 31, 32, 44 e 45)

      Assim sendo, deixe a Bíblia sozinha dizer o que Deus pensa sobre o Dom de Línguas.

  • Daniel

    Efésios 40:30, 31:
    ? Como assim????????????????????????????????????

  • Monique

    Amados, se VOCÊ interpreta a bíblia do SEU MODO, isso é um problema SEU. Entendi perfeitamente o que o Pastor explicou a cerca disso e ACREDITO sim pois DEUS é bem claro ao dizer coisas do tipo. Até porque EU SINTO o Espírito Santo comigo, e NÃO CAIO, NÃO FALO em LÍNGUAS. Enfim, VOCÊ é quem decide no que acreditar, e não existe nenhum versículo da bíblia dizendo que tem que falar isso, tem que fazer aquilo para demonstrar a presença do Espírito Santo na minha vida. A vocês amados irmãos que acreditam em coisas diferentes e insistem em sair pregando seu entendimento sobre a bíblia: Parem. E não comentem esse post, pois podem haver mais pessoas como eu, que olha os comentários, com algo a acrescentar e o que vê, são insultos, e opiniões controvérsias, podendo estar orando, fazem isso. Parem de bater no peito que sabem da bíblia pra jogar na cara do irmão. Ei,Deus não quer isso! Amem uns aos outros, independente de suas convicções religiosas. Que Deus vos conceda discernimento, amém.

  • Livia

    ? fico muito triste por ter feito parte desse terrível engano.

  • Davi Ramos

    E, se alguém cuida saber alguma coisa, ainda não sabe como convém saber.

    Quem dentre vós é sábio e entendido? Mostre pelo seu bom trato as suas obras em mansidão de sabedoria.
    Mas, se tendes amarga inveja, e sentimento faccioso em vosso coração, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade.
    Essa não é a sabedoria que vem do alto, mas é terrena, animal e diabólica.
    Porque onde há inveja e espírito faccioso aí há perturbação e toda a obra perversa.
    Mas a sabedoria que do alto vem é, primeiramente pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade, e sem hipocrisia.
    Ora, o fruto da justiça semeia-se na paz, para os que exercitam a paz.
    Tiago 3:13-18

    Se alguém tem dúvidas, por que não tirem a dúvida na pratica, tenham uma vida separada do mundo, Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus.Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra, Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a fornicação, a impureza, o afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca.
    Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos e vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou, Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade;
    Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também.
    E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição.

  • Laurianni Waldheln

    Boa noite.

    Pelo que eu entendi em 1 Corintios é que quem fala em linguas estranhas ajuda a si mesmo, e não a igreja, por isso ele fala para quando for falar a palavra para alguém que falem na mesma lingua e não em linguas estranhas. 1 Corintios 14:4 Quem fala em línguas estranhas ajuda somente a si mesmo, mas quem anuncia a mensagem de Deus ajuda a igreja toda.

    6 Por isso, irmãos, quando eu os visitar, que proveito vocês terão se eu lhes falar em línguas estranhas? É claro que nenhum, a não ser que leve a vocês alguma revelação de Deus, ou algum conhecimento, ou alguma mensagem inspirada, ou algum ensinamento.

  • Manson Grigori

    Sera que é preciso um Ateu como eu ensinar vocês a serem crentes ? vocês discordam um dos outros nao chegam a acordo algum ? no ceu que tanto vocês falam nao existirão pessoas que discordem uma das outras, todas pensarao de um so jeito, terao a mesma comunhão, vejo muita gente aqui seguindo paulo ou pessoas, mas nao vejo ninguem lembrando que se deve apenas seguir o jesus que esta na biblia, ele foi batizado pelo espirito santo e nao falou em linguas, vocês ainda querem que alguem se salve vendo tamanha bagunça de egos ?? eu estudo de tudo para que ninguem me ponha pra baixo por eu nao saber, agora vocês que se julgam que sabem , colocam pra baixo qualquer um que verdadeiramente busca saber .. ainda bem que nao acredito no que acreditam, pois se eu acreditasse e vendo esse “inferno” eu deixaria mesmo assim de acreditar, se seguem algo, estudem

  • Zim Option Option

    meu caro irmao desse blog , so me responda uma unica pergunta , e porque eu nao conheco nem um da igreja adventista do 7 dia que fala ou ja falou alguma vez em linguas estrangeira… nem pelo menos afirma voces mesmo com todos o pulmoes, ”nos cremos sim ”.

  • Natannael

    1* Em primeiro lugar, ser selado com o E.S não é a mesma coisa que ser batizado com o E.S.

    2* Em segundo lugar, as línguas são um sinal, que confirmam a pregação do evangelho, é o efeito, o resultado, acompanha a pregação.Mc 16.15-17

    3* As línguas podem ser humanas ou desconhecidas da terra, há variedades de linguas At 2:4-6; 1Co 12.10; 13:1

    4* As línguas confirmam, indicam que alguém recebeu o glorioso Batismo, as línguas são o sinal EXTERNO, FÍSICO E INICIAL do Batismo com o E.S At 10.44,46.

    5* É claro e óbvio que ninguém antes do Pentecostes pudesse ser batizado com o E.S e falar em línguas, isto só ocorreria depois da morte, ressurreição e glorificação de Cristo Jo 16.7

    6* É óbvio que Jesus não falou em línguas , mas Ele disse que falaríamos e é Ele quem Batiza com o E.S , Ele é o batizador e não o batizado.Jo 1.33

    7* Quem mora no Brasil fala português, quem mora nos EUA fala inglês, se eu viajar para os EUA preciso falar a língua deles; Quem mora na terra fala a língua da terra,isto é, a língua dos homens, é claro que os anjos teriam que falar a nossa língua. O apóstolo Paulo distinguiu a língua dos homens e a língua dos anjos, se a língua dos anjos fosse a mesma lingua dos homens então Paulo errou! Não precisaria fazer tal distinção. Quando subirmos ao Céu, a nossa Pátria, falaremos a língua do Céu!

    8* A Biblia dala do dom sobrenatural de VARIEDADES de línguas no capítulo.12 e a citação das LINGUAS HUMANAS e DESCONHECIDAS no capítulo.13 de 1 Coríntios.

    9* O fato de Paulo falar do DOM SOBRENATURAL E ESPIRITUAL DE INTERPRETAÇÃO DE LÍNGUAS faz-me crer que as línguas não se limitem a idiomas humanos

    10* Em último lugar, Paulo não está proibindo as línguas, mas está DOUTRINANDO a igreja, há duas formas de se destruir uma doutrina: rejeita-la ou exagera-la, eu reconheço que em muitas igrejas há exageros e falsificações , mas sempre tem , e vocês querem proibir as línguas, anula-las , limita-las , apagar o E.S, Paulo CONCLUIU o tema sobre linguas e profecias assim:
    “… procurai com zelo profetizar e NÃO PROIBAIS FALAR LÍNGUAS.” 1 Co 14.39

  • Silves_parkour

    pegue uma concordância biblica – junte todas citações que tem a palavra chave que tem duvida – leia o contexto em que cada uma está incluído – contexto histórico também – pesquisa sobre original que foi escrito os textos com um dicionário (hebraico, aramaico, grego). —– ORAÇÃO, JEJUM, VIGÍLIA. Então vamos compreender. kkkkk

  • Lara Benicia

    lingua estranha ou seja outra linguagem e necessario que haja tradutor,Deus nao quer confundir seu povo e sim esclarecer.Como guiar turistas se nao compreendem a minha lingua????

  • Lara Benicia

    Amados a conclusao de tudo e que precisamos ler mais a Biblia ela e a palavra de Deus, e pedir discernimento ao Espirito Santo.Deus abençoe conforme a fé e a necessidade de cada um .AMEM!!!

  • Henrique Gabriel

    Bom se falar em línguas estranhas, e falar em outras línguas fluentemente, por que então o apostolo Paulo pediu que, quando as pessoas tivessem tal fluência, de falar em outras linguas, por que então ele pediu para essas pessoas para pedirem também o dom de interpreta-las se elas ha falam fluentemente?

WordPress Lightbox Plugin