AFAM

Sobre nós

Área Feminina da Associação Ministerial – AFAM

AFAM é um programa promovido pela Conferência Geral da Igreja Adventista do Sétimo Dia, sob a coordenação da Associação Ministerial, para atender às necessidades específicas das esposas dos pastores e anciãos.

Em 1984 começou como um simples programa piloto, porém em pouco tempo provou ser uma boa idéia. E em 1988 se regulamentou como uma entidade.

Por que se necessita de uma Área Feminina da Associação Ministerial? Foram feitas investigações com respeito aos sentimentos e atitudes da esposa do pastor, e descobriu-se que a maioria apóia a igreja em geral e o ministério do esposo em particular, mas essa mesma pesquisa indica que existe necessidade de um sistema de apoio efetivo que anime, forme e faça crescer as esposas dos pastores no desempenho de seu papel como: mulheres, mães e líderes. Portanto a AFAM existe para:

  •  Promover e criar oportunidades para o crescimento pessoal e espiritual das esposas.
  • Ajudar na compreensão do seu papel de acordo com os dons espirituais, motivando-as a servirem nas áreas onde se sintam mais confortáveis, e úteis.
  • Realizar seminários de orientação e capacitação.
  • Proporcionar companheirismo e apoio às esposas dos pastores e dos anciãos. As esposas dos pastores têm poucas oportunidades de “criar raízes” em determinados lugares. As freqüentes mudanças e a dificuldade de fazer amigas íntimas nas igrejas locais podem causar-lhes solidão e isolamento. Portanto, criar um clima necessário para compartilhar com outras senhoras que tenham problemas e alegrias semelhantes, constitui-se uma necessidade.
  • Ajudar a família ministerial a crescer como família, criando recursos necessários para enfrentar as dificuldades e problemas.

Para todo este trabalho o campo deve nomear uma coordenadora que, na medida do possível, e, dependendo das circunstâncias, recomenda-se que seja a esposa do secretário ministerial ou uma outra esposa de pastor com experiência e liderança sobre as outras esposas.

A AFAM, não é uma organização à parte ou paralela à Associação Ministerial, mas parte dela, onde os planos e programas devem ser coordenados em consulta com o secretário ministerial.

  • monteiro

    Sim isso é verdade mas Ellen White disse que podemos estar no deliberativo e o legislativo para ajudar na aprovação da lei.Hoje pelo mundo muitos adventistas estão sendo privados do sabádo,são jogados fora no emprego,estão sendo descrimonados. e ninguém faz isso pergunto ao senhor onde está liberdade religiosa?o senhor está fazendo o que para que os adventistas mundialmente tiver liberdade religiosa? é proibido oucupar cargo publicos? a politica está em tudo até na compra de pão. somos separado deste mundo,mas vivemos nesse mundo.Quem levará mensagem para os politicos é quem vive na periferia? ou em Favela…meu irmão de fé é necessário termos pessoas num alto e de certyeza Deus o abencoará.

  • Gobani Rivas

    Bom só vou dizer que, se ELOKAI, lê quiser por no poder, que deixa, é ELE que põe os governos, embora se desviem do caminho,,

  • ZEFERRINO

    SE O IRMÃO BEN CARSON VAI CANDIDATAR-SE A POLITICA, PODE CANDIDATAR-SE, MAIS SAIBA QUE ELE NÃO VAI TER APOIO DA IASD, PRA CANDIDATURA, PRA PROPAGANDAS POLITICAS. ISSO É UM RISCO DE ECUMENISMO, DO JEITO QUE AS COISAS ESTÃO DECLINADA A EXPRESSÃO DO POVO, QUANTO AS GUERRAS E INTERVENÇÕES MILITAR NOS PAISES ARABES, OU OUTROS, COM O MANDATO DO ADVENTISTA E A CONTINUAÇÃO DA GUERRA, O MUNDO DIRA QUE OS ADVENTISTAS SÃO ASSASINOS. PORTANTO EU NÃO CONCORDO.

    • Armando Junior

      Votar em um servo de Deus ou em um servo do… homem.? se fosse no Brasil, votaria nele com toda certeza!

  • Juliana Oliveira

    Estou de Pleno acordo com posicionamento da Igreja enquanto instituição…

  • LUIZ ANTONIO CHAVES

    PALAVRAS SÁBIAS E INSPIRADAS, DE ACORDO COM O QUE A SANTA BÍBLIA NOS TRÁS…..

  • Joaquim João

    Lamento pela atitude do Dr. Carson, precisamos orar por ele pedindo que o PAI dos céus o elumine a mente. que O SENHOR JESUS CRISTO continue ao leme de sua Igreja. MARANATA

  • URIEL BORGES DA SILVA

    QUANDO UM ADVENTISTA, ENTRA NA POLÍTICA, MUITOS, JÁ OS VÊ, DE LADO, ACHANDO QUE NÃO DEVE MISTURAR POLITICA COM RELIGIÃO, EU TAMBÉM CONCORDO, NÃO DEVEMOS USAR PÚPITO DA IGREJA, NEM TOMAR SEU NOME EMPRESTADO. PORÉM DEUS, USA QUEM ELE DESEJAR. NO PASSADO TIVEMOS, JOSÉ, DANIEL, E OUTROS. VAMOS ORAR PELO DR. CARSON, SEI QUE FARÁ DIFERENÇA. É SÓ SE COLOCAR NAS MÃOS DE DEUS. SE EU PUDESSE IRIA LÁ NOS EUA VOTAR NELE.

    • Julianne

      Concordo Uriel, Deus usa quem Ele deseja em qualquer lugar.

  • GERARDO

    AQUI HA UMA REALIDADE, O CANDIDATO É BEN CARSON, NÃO JOÃO NINGUEM, EM Q IMPLICA ISSO? EM Q CUANDO UN SER TEM UM HISTORIAL ALTO, A COISA NÃO É DE IMPORTANCIA, LEMBREMOS Q DEUS ESTA NO CONTROLE DE TUDO, O Q DEVEMOS FAZER É PREGAR O EVANGELIO E ORAR PELOS CAIDOS.

  • Sérgio Eduardo

    Com o Dr.Ben Carson na presidência isso afetaria a profecia do decreto dominical?

    • givanildo

      Acredito que adiaria enquanto ele fosse presidente, mas o d.d virá.

  • Márcia Felix Ribeiro

    Sabe o que é interessante? Deus vai fazer dessa candidatura uma grande bênção… Muitos o questionarão do porque ele é tão correto, e por mais que não se deve misturar a igreja com política, a Igreja ficará mais evidente mundialmente, e assim dessa forma creio, que o evangelho também pode ser pregado! Amo ser Adventista, e o Dr. Ben Carson mostra através de suas atitudes corretas, que também serve ao Deus vivo, vamos criticar menos e orar mais por ele…. Deus tem tudo sob controle!

    • Maria Perpetua Torres

      Concordo com vc Marcia. Creio que o propósito de DEUS, é fazer com que esta igreja resplandeça, pois tá escrito no Espirito de Profecia, que esta igreja seria conhecida do mundo inteiro, quem sabe, dessa maneira tb… Não acredito que ele ganhe a eleição, pois teria que se corromper, mas, será uma maneira desta igreja ser vista pelo mundo inteiro. Oremos para que DEUS use o irmão Carson, que ele seja um instrumento nas mãos do SENHOR!

  • Os princípios mais importantes do cristão, somos todos filhos de Deus. Levar esperança a todas as pessoas sem discriminação.

  • Vilmar Rodrigues Deporte

    Fico muito agradecido a DEUS por fazer parte de uma igreja onde os princípios são mais fortes que uma possível vantagem, o nome da igreja deve levar como único candidato JESUS.

  • Adriana Antunes

    A Bíblia fala. Maldito o homem que confia no homem. Não confio nesta candidatura. Ele pode ter uma história de vida bonita, ser médico e tudo mais. Mas deveria ficar de fora da política, sabendo que o poder político dos EUA fazem parte da profecia bíblica e é uma das bestas do apocalipse, o mundo é dominado pelas famílias satânicas da Nova Ordem Mundial, Satanistas, Illuminatis e Maçonaria. Os presidentes e os governos dos países são marionetes nas mãos deles !!! Se não fizerem o que o sistema pede, SÃO MORTOS ! VIRAM ARQUIVO ! Michael Jackson, Presidente John Kennedy, Abraam Lincoln e muitos outros que foram contra o sistema e denunciaram as coisas erradas FORAM MORTOS ! A Igreja Adventista mesmo sendo a menina dos olhos de Deus, está se corrompendo a cada dia e muitas igrejas evangélicas também, lideres e presidentes das igrejas já estão se vendendo para a Maçonaria $$$$$$$$$$$$$$$$$ e isso já há anos !!! Bispo Edir Macedo, Silas Malafaia e muitos outros “pastores” seguem a MAÇONARIA DO DIABO ! ADORAM O BODE !!! A verdade seja dita ! Vamos acordar povo de Deus ! Meu Pastor É JESUS CRISTO e o de vocês ???

    • Marcelle Pecli Oliveira

      Acho que a posição da igreja é clara sobre o assunto política. A igreja não proíbe membros de participar mas tb não usa seus púlpitos como palanque!

  • pedro santos

    Só queria entender o que quer dizer “a igreja adventista não pode levantar bandeira”, pois o que tenho visto é que as bandeiras não são levantadas na totalidade, ficam a meio mastro, e às vezes, até um pouco mais acima!!!

    • Armando Junior

      ???

  • Emanuel Cardoso de Queiroz

    A Igreja da terra foi criada pela Igreja do céu com a seguinte finalidade “PESCADORES DE HOMENS SEREIS SEGUINDO A MIN”. Não cabe outra finalidade.

  • Dieilis Freitas

    Todos somos responsáveis por nossas atitudes…Deus dá à todos a liberdade de escolha com Benjamim Carson não é diferente! Ao invés de ficarmos fazendo especulações devemos orar e confiar que Deus põe e tira homens do poder, assim como Daniel e José se mantiveram fiéis à Deus e seus princípios tbm pode acontecer com Ben Carson!
    Assim como Deus tem cuidado do seu povo dês do Gênesis(início) cuidará tbm no final, Ele tem o controle! Existem anônimos que difamam o nome da igreja e outros que elevam o nome da igreja a diferença é que uns dão pouca visibilidade e Ben Carson daria grande visibilidade! Para o bem ou para o mal Deus Sabe e cuida!

  • Ines de Souza

    DEUS NOS CRIOU COM A LIBERDADE DE ESCOLHA,VAI DA CONSCIÊNCIA DE CADA UM,ENTRAR PARA A POLÍTICA PARTIDÁRIA OU NÃO. EU NÃO ENTRARIA.POIS PARA LEVAR O EVANGELHO A ESTAS PESSOAS,QUE ESTÃO LÁ, NÃO É NECESSÁRIO QUE ESTEJAMOS ENVOLVIDOS POLITICAMENTE COM ELAS,MAS ENVOLVIDOS COM A PALAVRA DE DEUS!

  • Alessandro

    Independente de qualquer coisa, seria um bom candidato, grande Ben Carson do filme “mãos talentosas”

  • Dorico Filho

    Como eu gostaria de que todos os políticos de meu país fossem não só adventistas, mas cristãos de verdade! Que tivessem, acima de tudo, temor ao Senhor e buscassem governar não por dinheiro ou status, mas pela boa vontade em prol do benefício do povo! Seria lindo ver na presidência alguém como Moisés, homem integro diante de Deus e que fazia tudo conforme as ordens do Senhor. Não precisava de homens para lhe darem as leis para que sancionassem, já que as leis vinham do Altíssimo e já eram válidas antes de chegarem até ele. Eu seria feliz em um país assim! Homens que não se corrompiam facilmente e que mesmo diante do fracasso iminente se colocam de pé para vencer! Homens que veem o milagre antes de ocorrerem por que creem. Seria fabuloso! Não haveriam partidos políticos. Todo o congresso seria de homens íntegros. Não haveria crise que nos derrubasse, pois homens como José saberiam o que fazer muito antes da crise chegar. Homens como Davi estariam na defesa da segurança e homens como Salomão, na justiça. Uma utopia, admito. Talvez um vislumbre embaçado de um sonho impossível nesta geração. Chegarão dias, porém, em que a maior crise será se manter na fé, pois dela o justo viverá.

  • Amém! Deus seja louvado! Que Deus abençoe e guie a igreja. A cada dia que passa, minha convicção de estar na igreja pura e verdadeira cresce ainda mais.

    • Adenilson Araujo

      CARO IRMAO NAO VEJA COMO UMA CRITICA ;

      “Foi-me mostrado que o espírito do mundo está rapidamente levedando a igreja.” Testemunhos para a Igreja vol. 5, pg. 75.

      “A igreja passou para o mundo, transgredindo a lei, quando o mundo devia passar para a igreja na obediência da mesma. Diariamente a igreja se está convertendo ao mundo”. Serviço Cristão pg. 45

  • Elisa Clinton

    To pensando aqui,se ele ganhar pra Presidente como é que fica o Decreto Dominical,sim porque os EUA é a maior potÊncia e por ele ser Adventista.O decreto é profético, E ai?

    • Oscar

      E as bestas andam de mãos dadas irmã ELISA, né? E aí?

      • Diego Nascimento

        Veja bem; Se ele ganhar as eleições acontecerá uma das duas coisas: Ele vai ter que se unir com o “vaticano” e abandonar a fé com base em apocalipse e daniel ou será cassado seu mandato nos primeiros meses caso ele continue testemunhando sua fé!

  • Paula

    Olá a todos. Acredito que seja uma forma de Deus segurar o decreto por mais um tempo e nossa fé ser provada, e nos prepararmos, medo e dúvidas não provém do nosso grande Deus, no entanto, mantemos a fé e a oração e o foco em Jesus Cristo.

  • Reinaldo Goncalves Silva

    Me pergunto; Porque a maioria prefere votar em quem não acreditam? Assim como na libertação de barrabas. Nossa tarefa e dar chance aos homens do Senhor ou aos que não são? Concordo em não levar politica para o púlpito, mas sempre voto no servo do Senhor e deixo que o Senhor o guie assim com já o fez muitas vezes na história.

  • Luiz

    O pessoal, quanta especulação, a igreja está bem posicionada, se DEUS está no controle quem somos nós?
    Bem Carson com certeza será chamado de “Fundamentalista” pelo outro lado e é por ai que começa tudo, é mais fácil acelerar o decreto dominical do que atrasa-lo.
    Que também não passa de minha especulação, deixemos acontecer enquanto fazemos a nossa parte, o Carson a dele e DEUS pela igreja.

  • wagner

    Olá venho compartilhar o que tenho estudado. As coisas estão ocorrendo no seu devido tempo, até essa candidatura de ben carson para a presidência dos Estados Unidos. No livro Maranata da nossa irmã em Cristo ellen G. White escrito a mais de um seculo diz assim. Maranata, Pag 218, Nosso povo tem sido considerado muito insignificante para ser digno de nota,mas haverá uma modificação. O mundo cristão está agora fazendo movimentos que inevitavelmente conduzirão a preeminência o povo que observa os mandamentos. O mundo todo há de ser instigando á inimizade contra os adventistas do sétimo dia, porque eles nao rendem homenagem ao papado, honrando o domingo, instituiçao desse poder anticristao. Bom nao temos mais tempo, estamos sendo chamado para trabalhar e nos decidir e nos preparar. Maranata, O Senhor logo vem.

  • Briso Souza Ferreira

    A Igreja Adventista o Sétimo Dia repete com isso o que Pilatos fez há 2000 anos. Lava as mãos.Mas acredito que a grande maioria dos fiéis apoiará o Dr. Carson,envolvendo,assim,a Igreja na política.

    • Adenilson Araujo

      Deus apela para Seu povo, dizendo: “Saí do meio deles, e apartai-vos.”
      II Cor. 6:17. Ele pede que o amor que tem manifestado por eles seja
      retribuído e evidenciado por meio de voluntária obediência a Seus
      mandamentos. Os filhos de Deus têm de separar-se da política, de toda união com os incrédulos.
      Não devem ligar seus interesses aos do mundo. “Provai vossa aliança
      comigo”, diz Ele, “permanecendo como Minha herança escolhida, como um
      povo zeloso de boas obras.” Não tomeis parte em lutas políticas.
      Separai-vos do mundo, e refreai-vos quanto a introduzir na igreja ou na
      escola idéias que hão de levar a contendas e perturbações.

  • Gabriel Mayer

    Creio que é o meio do evangelho ser levado ao mundo por meio do testemunho da vida de Carson. Jesus voltará nessa geração. O papa já mandou o Obama não se atrasar com os problemas da causa climática ainda nessa geração, no dia 23/09, data extremamente importante para a Agenda cabalística que a politica mundial segue. Estaremos de pé? Preparem-se!

  • Claudio Fernandes

    Em primeiro lugar, tudo é profecia, ou seja, tudo está no controle de Deus. A candidatura do Dr. Bem Carson é uma maneira de levar a pregação ao mundo todo, e ai o Evangelho terá mais uma maneira de alcançar a muitos e e muito mais. Nossa verdadeira preocupação deverá ser esta preparado e esta trabalhando em nome da causa, ou seja, esta ligado a videira verdadeira. deixem de especulações, não façam como o povo de Israel.

  • Claudio Fernandes

    Não devemos querer ainda tempo. O certo que já devemos esta preparado.

  • Claudio Fernandes

    Paula discordo totalmente de você.

  • Claudio Fernandes

    Sou muito feliz de fazer parte desse povo que aguarda a volta de Jesus.

    • Adenilson Araujo

      “A igreja passou para o mundo, transgredindo a lei, quando o mundo devia passar para a igreja na obediência da mesma. Diariamente a igreja se está convertendo ao mundo”. Serviço Cristão pg. 45

      “Há estonteante apostasia no povo de Deus, aqueles a quem tem sido confiadas santas e sagradas verdades”. Testemunhos para Ministros pg. 450.

  • Claudio Fernandes

    Preguem o Evangelho de Deus, do Deus verdadeiro a toda Criatura em nossa geração.

  • Claudio Fernandes

    Vamos ver Jesus Voltando em Gloria e Masgestade.

  • Claudio Fernandes

    Quem crer diz amém.

  • ridley

    Gostei da teoria, mas na prática não é bem assim, será que o nosso maior interesse é proclamar o reino de Deus?.
    existem muitos irmãos envolvidos neste poder político na realidade o interesse é outro. .. pelo que estudei um cristão não deve participar de políticas. mas não é assim na minha cidade. … existe esta ambição.

    • Jessé

      RIDLEY CONCORDO COM VC SÓ TEM UM POREM QUE VC NÃO FOI FELIZ EM PRONUCIAR…. VOU FALAR O CORRETO LOGO… a primeira questão é a Igreja como stituição faz o seu papel, a segunda é os membros, eles são livres e fazem o que decidirem na suas vidas… só peço que não fale insinuando culpa em ninguém, Quando ele fala NÓS ADVENTISTAS ele se refere a própria instituição.

    • Lilian Silvana Araújo

      Entao vamos orar para que Deus volte logo, pois Jesus mesmo sendo um ser Santo sem pecado algum, andou com pecadores, dormiu na casa de Zaqueu que era um corrupto, a ambiçao nao está só na politica, e sim está em várias ocasioes de nossas vidas, sejamos tardios em criticar e sejamos amaveis e suportando uns aos outros, Pois Deus olhou la de cima e nao viu um justo sequer …. Abraços…!!!

  • Jessk Vasconcelos

    Eu não sou adventista mas admiro-os, em tudo! São muito organizados, leais, gentis, educados, intelectuais e sabem respeitar todas as pessoas e religiões. Ainda não vi nenhum grupo evangélico que tenha o nível dos adventistas. Nem mesmo no comportamento e carisma.

  • Adenilson Araujo

    Não devemos, como um povo, envolver-nos em questões políticas.
    Todos fariam bem em dar ouvidos à Palavra de Deus: Não vos prendais a um
    jugo desigual com os incrédulos em luta política, nem vos vinculeis a
    eles em suas ligações. Não há terreno seguro em que possam
    estar e trabalhar juntos. O fiel e o infiel não têm terreno neutro em
    que possam encontrar-se.” Mensagens Escolhidas Vol. 2, págs. 336 e 337.

  • Adenilson Araujo

    Deus apela para Seu povo, dizendo: “Saí do meio deles, e apartai-vos.”
    II Cor. 6:17. Ele pede que o amor que tem manifestado por eles seja
    retribuído e evidenciado por meio de voluntária obediência a Seus
    mandamentos. Os filhos de Deus têm de separar-se da política, de toda união com os incrédulos.
    Não devem ligar seus interesses aos do mundo. “Provai vossa aliança
    comigo”, diz Ele, “permanecendo como Minha herança escolhida, como um
    povo zeloso de boas obras.” Não tomeis parte em lutas políticas.
    Separai-vos do mundo, e refreai-vos quanto a introduzir na igreja ou na
    escola idéias que hão de levar a contendas e perturbações. As dissensões
    são o veneno moral introduzido no organismo pelos seres humanos
    egoístas. Deus quer que Seus servos tenham clara percepção, verdadeira e
    nobre dignidade, para que sua influência manifeste o poder da verdade. A
    vida cristã não deve ser vivida a esmo ou depender de emoções. A
    verdadeira influência cristã, exercida para a realização da obra
    designada por Deus, é um precioso instrumento, e não se deve unir com
    política, ou ligar em união com incrédulos. Deus tem de ser o centro de
    atração. Toda mente em que o Espírito Santo opera, satisfar-se-á com
    Ele.” Fundamentos da Educação Cristã, págs. 475, 482 e 483.

  • Adenilson Araujo

    “O Senhor quer que Seu povo enterre as questões políticas. Sobre esses assuntos, o silêncio é eloqüência.
    Cristo convida Seus seguidores a chegarem à unidade nos puros
    princípios evangélicos que são positivamente revelados na Palavra de
    Deus. Não podemos, com segurança, votar por partidos políticos; pois não
    sabemos em quem votamos. Não podemos, com segurança, tomar parte em nenhum plano político.Fundamentos da Educação Cristã, págs. 475, 482 e 483.

  • Paulo Travassos

    Não devemos falar de ensinos nessa discursão, porque ai estaremos misturando o santo com o profano. Discursão política é uma, totalmente divergente da religião, não gostaria de incorrer nos erros do passado.

  • Paulo Travassos

    Respeito as análises feitas pelos demais colegas. Quero aqui transcrever, só para ficar bem entendido “A Igreja Adventista sempre assume a posição de não
    apoiar ou se opor a qualquer candidato a cargo eletivo. Os membros da
    igreja são livres para apoiar ou se opor a qualquer candidato como bem
    entenderem, mas a Igreja, como instituição, não empresta seu nome como
    palanque eleitoral. Deve-se tomar cuidado para que o púlpito e toda a
    propriedade da igreja permaneçam como espaço neutro quando se trata de
    eleições”.

    • claudiosouzajr

      É muito simples entender que esse texto tenta transferir para os membros a responsabilidade pelo posicionamento político da instituição. Ora, ora… a neutralidade política da “Igreja” seria seriamente afetada caso os congressistas instituíssem uma lei proibindo tratamento diferenciado para sabatistas nos concursos públicos ou eventos similares. Isso ficou bem entendido, bem claro.

  • Paulo Travassos

    Por outro lado, penso também, que ao envolvermos com outros assuntos que não sejam para atender o “IDE” de Jesus, para todos nós cristão. Outro embasamento tbm que uso muito, quando alguém quer combater esse tipo de assunto, eu lembro da Parábola do Joio e do Trigo.

  • claudiosouzajr

    Papo furado. Nenhuma instituição detentora de CNPJ e constituída como uma pessoa jurídica que sobrevive de arrecadação de fundos e tem suas bases no capitalismo pode se dar ao luxo de ser “neutra”. A estrutura da própria igreja tem conotação política, e a dependência do aspecto político externo é mais do que óbvia. A igreja adventista tem sim uma posição.

  • Nelio

    Há uma grande vinha a ser cultivada; mas, conquanto os cristãos tenham de trabalhar entre os incrédulos, não se devem parecer com os mundanos. Não devem gastar seu tempo a falar de política e agir em favor dela; pois assim fazendo, dão oportunidade ao inimigo de penetrar e causar desinteligências e discórdias. […] {CI 324.6}
    Os filhos de Deus têm de se separar da política […] Não tomeis parte em lutas políticas. Separai-vos do mundo, refreai-vos quanto a introduzir na igreja ou escola idéias que hão de levar a contendas e perturbações. As dissensões são o veneno moral introduzido no organismo pelos seres humanos egoístas. — Obreiros Evangélicos, 391, 392, 395. {CI 324.7}

  • Nelio

    Os mestres, na igreja ou na escola, que se distinguem por seu zelo na política, devem ser destituídos sem demora de seu trabalho e suas responsabilidades; pois o Senhor não cooperará com eles. O dízimo não deve ser empregado para pagar ninguém para discursar sobre questões políticas. Todo mestre, ministro ou dirigente em nossas fileiras, que é agitado pelo desejo de ventilar suas opiniões sobre questões políticas, deve-se converter pela crença na verdade, ou renunciar à sua obra. Sua influência deve ser a de um coobreiro de Deus no conquistar almas para Cristo, ou devem ser-lhe cassadas as credenciais. Se ele não muda, há de ser nocivo, apenas nocivo. {FEC 477.1}

  • Nelio

    Baixar
    ePub
    Kindle
    PDF
    MP3

    Doações

    Apps
    Aplicativo para Android
    Aplicativo para Blackberry
    Aplicativo para iPhone/iPad
    Aplicativo para Kindle Fire
    Aplicativo para Nook
    Mac OS X App
    Windows App
    German App
    Spanish App
    Spanish Mac OS X App

    Mais
    Versão Somente Texto
    Versão Somente Texto (para Portáteis)
    Contato
    Escritos

    Política
    Register Entrar Bem-vindo!
    Biblioteca
    Busca
    Study
    Português (Português)
    Escritos de Ellen White
    Livros
    AA – Atos dos Apóstolos
    BS – Beneficência Social
    CBV – A Ciência do Bom Viver
    CBVc – A Ciência do Bom Viver (condensado)
    CC – Caminho a Cristo
    CCn – Caminho a Cristo (nova edição)
    CE – Conselhos sobre Educação
    CES – Conselhos sobre a Escola Sabatina
    CES38 – Conselhos sobre a Escola Sabatina
    CEv – O Colportor Evangelista
    CI – Conselhos para a Igreja
    Sumário
    Introdução — O dom profético e Ellen G. White
    Capítulo 1 — Uma visão acerca da recompensa dos fiéis
    Capítulo 2 — O tempo do fim
    Capítulo 3 — Como preparar-se para o encontro com o Senhor
    Capítulo 4 — União com Cristo e com os amados irmãos
    Capítulo 5 — Cristo nossa justiça
    Capítulo 6 — Vida santificada
    Capítulo 7 — Deus tem uma missão para você
    Capítulo 8 — “Eis-me aqui, envia-me a mim”
    Capítulo 9 — As publicações da igreja
    Capítulo 10 — A fé num Deus pessoal
    Capítulo 11 — O cristão é um representante de Deus
    Capítulo 12 — No mundo, mas não do mundo
    Capítulo 13 — A Bíblia
    Capítulo 14 — Testemunhos para a igreja
    Capítulo 15 — O Espírito Santo
    Capítulo 16 — Manter desobstruída a conexão com Deus
    Capítulo 17 — Pureza no coração e nos hábitos de vida
    Capítulo 18 — A escolha de um marido ou esposa
    Capítulo 19 — Não se case com um descrente
    Capítulo 20 — Casamento
    Capítulo 21 — Sucesso e felicidade ao educar os filhos
    Capítulo 22 — O relacionamento entre marido e esposa
    Capítulo 23 — A mãe e seus filhos
    Capítulo 24 — Pais cristãos
    Capítulo 25 — O lar cristão
    Capítulo 26 — Influência espiritual no lar
    Capítulo 27 — Economia no lar
    Capítulo 28 — Atividades familiares nos feriados e aniversários
    Capítulo 29 — Recreação adequada
    Capítulo 30 — As portas que precisamos guardar
    Capítulo 31 — A escolha da leitura
    Capítulo 32 — Música
    Capítulo 33 — A crítica e seus efeitos
    Capítulo 34 — Conselho a respeito do vestuário
    Capítulo 35 — Um apelo aos jovens
    Capítulo 36 — A melhor disciplina e a educação de nossos filhos
    Capítulo 37 — Educação cristã
    Capítulo 38 — Apelo por um viver saudável
    Capítulo 39 — A importância da higiene
    Capítulo 40 — A escolha dos alimentos
    Capítulo 41 — O consumo de carne
    Capítulo 42 — Fidelidade na reforma do regime alimentar
    Capítulo 43 — A igreja na terra
    Capítulo 44 — A organização da igreja
    Capítulo 45 — A casa de Deus
    Capítulo 46 — Cuidando dos que erram
    Capítulo 47 — A observância do santo Sábado do Senhor
    Capítulo 48 — Conselhos sobre mordomia
    Capítulo 49 — Atitude cristã diante da miséria e do sofrimento
    Capítulo 50 — Cristãos de todo o mundo unidos em Cristo
    Capítulo 51 — A reunião de oração
    Capítulo 52 — O batismo
    Capítulo 53 — A ceia do Senhor
    Capítulo 54 — Oração pelos doentes
    Capítulo 55 — A obra médica
    Capítulo 56 — Relações com pessoas que têm outros interesses
    Capítulo 57 — Relações com as autoridades
    Capítulo 58 — A obra enganadora de Satanás
    Capítulo 59 — O moderno disfarce luminoso de Satanás
    Capítulo 60 — Prodígios de mentira
    Capítulo 61 — A crise vindoura
    Capítulo 62 — O tempo da provação
    Capítulo 63 — O que não pode ser esquecido
    Capítulo 64 — Cristo nosso grande sumo sacerdote
    Capítulo 65 — Josué e o anjo
    Capítulo 66 — “Eis que venho sem demora”
    CId – Conselhos aos Idosos
    CJN – Cartas a Jovens Namorados
    CM – Conselhos sobre Mordomia
    CP – Conselhos aos Professores, Pais e Estudantes
    Prefácio
    Sumário
    Seção 1 — A mais elevada educação
    Seção 2 — O propósito de nossas escolas
    Seção 3 — Princípios gerais
    Seção 4 — A escola doméstica
    Seção 5 — A escola de igreja
    Seção 6 — A escola intermediária
    Seção 7 — O mestre e a obra
    Seção 8 — Estudo e trabalho
    Seção 9 — Recreação
    Seção 10 — O Espírito Santo em nossas escolas
    Seção 11 — Estudo proveitoso
    Seção 12 — A Bíblia na educação
    Seção 13 — Estudos médicos
    Um chamado para missionários médico-evangelistas
    O estudante de medicina
    Crescimento espiritual
    Para estudo posterior
    Seção 14 — Preparo missionário
    CRA – Conselhos sobre o Regime Alimentar
    CS – Cristo em Seu Santuário
    CSa – Conselhos sobre Saúde
    DT – No Deserto da Tentação
    DTN – O Desejado de Todas as Nações
    Ed – Educação
    EF – Eventos Finais
    Ev – Evangelismo
    FO – Fé e Obras
    FD – Filhas de Deus
    Sumário
    Uma palavra à leitora
    Capítulo 1 — O Senhor chama mulheres para o seu serviço
    Capítulo 2 — Mulheres notáveis no antigo testamento
    Capítulo 3 — Mulheres notáveis no novo testamento
    Capítulo 4 — A importância do estudo da Bíblia e da oração
    Capítulo 5 — Mulheres como professoras
    Capítulo 6 — Mulheres como médicas
    Capítulo 7 — O papel da mulher no evangelismo
    Capítulo 8 — “Digno é o trabalhador do seu salário”
    Capítulo 9 — Ministério na vizinhança
    Capítulo 10 — A obra da temperança
    Nossa relação com a união de temperança das mulheres cristãs
    Sra. S.M.I. Henry, líder da união de temperança das mulheres cristãs
    As sementes da verdade podem ser semeadas na U.T.M.C.
    A morte da Sra. S.M.I. Henry representa uma verdadeira perda para a causa de Deus
    Capítulo 11 — “Ide a todo o mundo”
    Capítulo 12 — Respeito próprio
    Capítulo 13 — A influência da mulher cristã
    Capítulo 14 — A mulher cristã é modesta em todas as ocasiões
    Capítulo 15 — Equilíbrio na vida
    Capítulo 16 — Saúde, exercício e viver saudável
    Capítulo 17 — Casamento, lar e família
    Capítulo 18 — A missão da mãe
    Capítulo 19 — Desafios da maternidade
    Capítulo 20 — Conhecimento dos deveres práticos da vida
    Capítulo 21 — Quando surge a tristeza
    Capítulo 22 — De mulher para mulher
    Apêndice A — Na casa de Simão
    Apêndice B — O ministério público de Ellen White
    Apêndice C — Documentos relativos à ordenação de mulheres
    Apêndice D — O uso do dízimo
    Apêndice E — O relacionamento entre Tiago e Ellen White
    Cartas
    FPV – Foi Por Você
    FEC – Fundamentos da Educação Cristã
    Prefácio
    Sumário
    A devida educação
    Cristo como educador
    Um apelo a nossos estudantes
    Pensamentos sobre educação
    Uma visita a College City
    O lar e a escola
    A importância do preparo físico
    A integridade de Daniel sob a prova
    A importância da educação
    O perigo de ler livros de ficção e de autores incrédulos
    As escolas dos antigos Hebreus
    Namoro e casamento
    A importância do preparo na obra de Deus
    A devida educação dos jovens
    O valor do estudo da Bíblia
    O Livro dos livros
    Responsabilidade dos pais
    Educação e saúde
    Educação no lar
    Ébrios mentais
    Livros em nossas escolas
    O mestre da verdade, o único educador seguro
    Os tesouros com que abastecer a mente
    A ciência da salvação, a principal das ciências
    O caráter cristão exemplificado nos professores e estudantes
    O mundo não conheceu a Deus por sua própria sabedoria
    A relação da educação para com a obra de Deus
    A necessidade de obreiros preparados
    Aos professores e estudantes
    A melhor educação e seu objetivo
    Cristo como mestre
    A educação mais essencial para obreiros evangélicos
    Estudantes decidindo o seu destino eterno
    Um mal: a formalidade, não a organização
    Aos professores
    Suspensão de estudantes
    Aos estudantes do colégio de Battle Creek
    Precisa-se de estudantes que cooperem com Deus
    Palavras aos estudantes
    Estudai a Bíblia por vós mesmos
    Trabalho e educação
    O fundamento da verdadeira educação
    Cuidado com as imitações!
    Rápido preparo para a obra
    A educação essencial
    Educação diligente e completa
    Livros e autores em nossas escolas
    O livro divino
    Educação mais elevada
    O mestre divino
    Verdadeira educação
    Educação manual
    Influência educacional dos arredores
    Importância da cultura física
    A verdadeira educação mais elevada
    O exemplo de Cristo em contraste com o formalismo
    Um exemplo divino
    A Bíblia, o livro mais importante para a educação em nossas escolas
    Correta disciplina colegial
    A Bíblia em nossas escolas
    Testemunho especial acerca de política
    Para leitura adicional
    Semear junto a todas as águas
    A obra de nossos educandários
    Devemos estabelecer-nos ao redor de nossas instituições?
    Lições da vida de Salomão
    Os professores como exemplos de integridade cristã
    O essencial na educação
    Uma mensagem aos professores
    Providência em favor de nossas escolas
    Professor, conhece-te a ti mesmo
    A obra à nossa frente
    Conselho aos professores
    O verdadeiro ideal para nossos jovens
    Mensagem para os nossos jovens
    FC – Fundamentos do Lar Cristão
    GC – O Grande Conflito
    GCC – O Grande Conflito (condensado)
    HR – História da Redenção
    IR – A Igreja Remanescente
    IR52 – A Igreja Remanescente
    LA – O Lar Adventista
    LVN – Lições da Vida de Neemias
    LC – Liderança Cristã
    MCP1 – Mente, Caráter e Personalidade 1
    MCP2 – Mente, Caráter e Personalidade 2
    MDC – O Maior Discurso de Cristo
    ME – Mensageiros da Esperança
    ME1 – Mensagens Escolhidas 1
    ME2 – Mensagens Escolhidas 2
    ME3 – Mensagens Escolhidas 3
    MI – Música — Sua Influência na Vida do Cristão
    MJ – Mensagens aos Jovens
    MS – Medicina e Salvação
    OC – Orientação da Criança
    OE – Obreiros Evangélicos
    OP – O Outro Poder
    PE – Primeiros Escritos
    PH – Só para Jovens
    PJ – Parábolas de Jesus
    PP – Patriarcas e Profetas
    PR – Profetas e Reis
    RR – Reavivamento e seus Resultados
    RV – Reavivamento Verdadeiro
    Sa – Santificação
    SMO – Ser Mãe — O que é?
    SC – Serviço Cristão
    T1 – Testemunhos para a Igreja 1
    T2 – Testemunhos para a Igreja 2
    T3 – Testemunhos para a Igreja 3
    T4 – Testemunhos para a Igreja 4
    T5 – Testemunhos para a Igreja 5
    T6 – Testemunhos para a Igreja 6
    T7 – Testemunhos para a Igreja 7
    T8 – Testemunhos para a Igreja 8
    T9 – Testemunhos para a Igreja 9
    TCS – Testemunhos Sobre Conduta Sexual, Adultério e Divórcio
    Te – Temperança
    TM – Testemunhos para Ministros e Obreiros Evangélicos
    TS1 – Testemunhos Seletos 1
    TS2 – Testemunhos Seletos 2
    TS3 – Testemunhos Seletos 3
    UCD – Um Convite à Diferença
    VA – A Verdade sobre os Anjos
    VC – Vida no Campo
    VE – Vida e Ensinos
    ViC – Visões do Céu
    VJ – Vida de Jesus
    Devocionais
    Bíblia
    Biblioteca dos Pioneiros Adventistas
    English (Inglês)
    Afrikaans (Afrikaans)
    Akawaio
    Shqip (Albanês)
    Altay
    Amharic
    العربية (Árabe)
    Հայերեն (Armênio)
    Bandung
    Batak
    Bohemian
    Bosnian
    Bulgarian
    Birmanês
    Galibi
    Cebuano
    Chewa
    中国的 (Chinês)
    Tonga
    Hrvatska (Croata)
    Český (Tcheco)
    Dansk (Dinamarquês)
    Nederlands (Holandês)
    Esperanto (Esperanto)
    Eesti (Estoniano)
    Fidjiano
    Suomi (Finlandês)
    Français (Francês)
    Garo
    Deutsch (Alemão)
    Ελληνικά (Grego)
    ગુજરાતી (Gujerati)
    Hausa
    Hiliganôm
    हिंदी (Hindi)
    Hmar
    Magyar ( Húngaro)
    Íslenska (Islandês)
    Ilocano
    Bahasa Indonesia (indonésio)
    Italiano (Italiano)
    日本語 (Japonês)
    Canarês
    Khasi
    Khmer
    Kikuyu
    Kinande
    Kinyarwanda
    한국의 (Coreano)
    #Koryak
    Latviešu (Letão)
    Lietuvių (Lituano)
    Lozi
    Luganda
    Luo
    Malagasy (Malgaxe)
    Malaio
    Malayalam
    Maori
    Marati
    Mizo
    Norsk (Norueguês)
    #Ovambo
    Panaio
    Pangasinan
    Persian
    Română (Romeno)
    Pусский (Russo)
    Ruthenian
    Samoano
    Cрпски (Sérvio)
    Serbo-Croatian
    Chona
    Sinhala
    Slovenský (Eslovaco)
    Soto do sul
    Español (Espanhol)
    Kiswahili (Suaíli)
    Svenska (Sueco)
    Tagalog (Tagalo)
    Tahitian
    Tâmil
    A Grande Esperança
    #Tok Pisin
    Tshiluba
    Tswana
    Tumbuka
    Türkçe (Turco)
    Українська (Ucraniano)
    Tiếng Việt (Vietnamita)
    Cymraeg (Galês)
    Xhosa
    Yoruba
    Zulu
    Z-import
    Writings 1.6; beta, © Ellen G. White Estate, 2015
    Fundamentos da Educação Cristã, p. 482.1 (EGW)

    Right
    Left
    Top
    Bottom

    Right
    Left
    Top
    Bottom
    Show headersHide referencesShow page breaksFonte Maiorfonte menorLer em Visual de Livro (pdf)Corrigir um erro ortográficoBuscar palavra no dicionárioBibliografiaCopiarImprimirCompartilharSave to DOCOpen Last Read ParagraphEnable Study Center Resources

    21 of 116

    FEC

    482

    1
    Rogo aos meus irmãos designados para educar, que mudem sua maneira de agir. É um engano de vossa parte o ligar vossos interesses com qualquer partido político, dar o vosso voto com eles ou por eles. Os que ocupam o lugar de educadores, de ministros, de colaboradores de Deus em qualquer sentido, não têm batalhas a travar no mundo político. Sua cidadania se acha nos Céus. O Senhor pede-lhes que permaneçam como um povo separado e peculiar. Ele não quer que haja cismas no corpo de crentes. Seu povo tem de possuir os elementos de reconciliação. É porventura sua obra fazer inimigos no mundo político? — Não, não! Eles têm de permanecer como súditos do reino de Cristo, levando a bandeira em que se acha inscrito: “Os mandamentos de Deus, e a fé de Jesus.” Têm de ter a responsabilidade de uma obra especial, de uma especial mensagem. Temos uma responsabilidade individual, e isso tem de ser revelado em presença do Universo celeste, dos anjos e dos homens. Deus não nos pede que ampliemos nossa influência misturando-nos com a sociedade, ligando-nos com os homens em questões políticas, mas ficando como partes individuais de Seu grande todo, tendo Cristo como nossa cabeça. Cristo é nosso Príncipe, e, como súditos Seus, cumpre-nos realizar a obra que nos foi designada por Deus. {FEC 478.3}
    É de suma importância que os jovens compreendam que o povo de Cristo deve ser unido; pois esta unidade prende os homens a Deus pelos áureos laços do amor, e impõe a cada um a obrigação de trabalhar pelos semelhantes. O Capitão de nossa salvação morreu pela raça humana para que os homens pudessem estar unidos com Ele e uns com os outros. Como membros da família humana, somos partes individuais de um grande todo. Ninguém pode tornar-se independente dos outros. Não deve haver disputas partidárias na família de Deus, pois o bem-estar de cada um é a felicidade de todos. Não deve ser erigida nenhuma parede separatória entre o homem e seu próximo. Cristo, como o grande centro, precisa unir a todos em um só. {FEC 479.1}
    Cristo é nosso Mestre, nosso Dirigente, nossa Força, nossa Justiça; e nEle nos comprometemos a evitar todo modo de ação que cause divisão. As questões em debate no mundo não devem ser o tema de nossas conversações. Devemos convidar o mundo a contemplar um crucificado Salvador, por cujo intermédio nos tornamos necessários uns aos outros e a Deus. Cristo ensina Seus súditos a imitar Suas virtudes, Sua mansidão e humildade, Sua bondade, paciência e amor. Consagra, portanto, o coração e as mãos a Seu serviço, tornando o homem um conduto pelo qual o amor de Deus possa fluir em copiosas correntes para abençoar a outros. Não haja, pois, nenhuma sombra de contenda entre os adventistas do sétimo dia. O Salvador convida toda alma, dizendo: “Vinde a Mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e Eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o Meu jugo, e aprendei de Mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o Meu jugo é suave e o Meu fardo é leve.” Aquele que mais se aproxima da perfeição da divina benevolência de Cristo causa alegria entre os anjos celestiais. O Pai Se regozija a seu respeito com cânticos; pois, acaso, não está trabalhando no espírito do Mestre, sendo um com Cristo assim como Ele é um com o Pai? {FEC 479.2}
    Em nossos periódicos não devemos exaltar a obra e o caráter de homens em posições de influência, mantendo constantemente seres humanos diante das pessoas. Mas podeis exaltar a Cristo nosso Salvador tanto quanto quiserdes. “Todos nós com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória [de caráter em caráter], na Sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito.” Os que amam e servem a Deus devem ser a luz do mundo, brilhando entre as trevas morais. Mas nos lugares que receberam a maior luz, onde o evangelho mais tem sido pregado, as pessoas — pais, mães e filhos — têm sido instigadas por um poder de baixo a unir seus interesses a projetos e empreendimentos mundanos. {FEC 480.1}
    Há grande cegueira nas igrejas, e o Senhor diz a Seu povo: “Que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e Eu serei o seu Deus e eles serão o Meu povo. Pelo que saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; e não toqueis nada imundo, e Eu vos receberei; e Eu serei para vós Pai e vós sereis para Mim filhos e filhas, diz o Senhor todo-poderoso.” {FEC 480.2}
    A condição para ser admitido na família do Senhor é sair do mundo, separando-se de todas as suas influências contaminadoras. O povo de Deus não deve ter ligação alguma com a idolatria em qualquer de suas formas. Eles devem atingir uma norma mais elevada. Devemos separar-nos do mundo, e então Deus declara: “Eu vos receberei como membros de Minha família real, filhos do celeste Rei.” Como crentes na verdade devemos ser diferentes, na prática, do pecado e dos pecadores. Nossa cidadania está no Céu. {FEC 481.1}
    Devemos compreender com mais clareza o valor das promessas que Deus nos fez e apreciar mais profundamente a honra que nos foi dada por Ele. Deus não poderia outorgar aos mortais mais elevada honra do que adotá-los em Sua família, dando-lhes o privilégio de chamá-Lo Pai. Não há degradação em nos tornarmos filhos de Deus. “O Meu povo saberá o Meu nome”, declara o Senhor; “portanto naquele dia saberá que sou Eu quem fala: Eis-Me aqui.” O Senhor Deus onipotente reina. “Que formosos são sobre os montes os pés do que anuncia as boas novas, que faz ouvir a paz, que anuncia coisas boas, que faz ouvir a salvação, que diz a Sião: O teu Deus reina! Eis o grito dos teus atalaias! Eles erguem a voz, juntamente exultam; porque com seus próprios olhos distintamente vêem o retorno do Senhor a Sião.” {FEC 481.2}
    Por que se dá tanta atenção a instrumentos humanos, ao passo que há tão pouco esforço mental em direção ao Deus eterno? Por que os que pretendem ser filhos do Rei celestial se acham tão absorvidos nas coisas deste mundo? Que o Senhor seja exaltado! Que a Palavra do Senhor seja engrandecida! Sejam os seres humanos colocados em posição inferior, e que o Senhor seja exaltado! Lembrai-vos de que reinos, nações, monarcas, estadistas, conselheiros e grandes exércitos terrestres, e toda a magnificência e glória mundanas, são como o pó da balança. Deus tem a fazer um ajuste de contas com todas as nações. Todo reino tem que ser abatido. A autoridade humana deve tornar-se como nada. Cristo é o Rei do mundo, e Seu reino deve ser exaltado. {FEC 481.3}
    O Senhor deseja que todos os portadores da mensagem para estes últimos dias compreendam que há grande diferença entre os que professam a religião, mas não são praticantes da Palavra, e os filhos de Deus, que são santificados pela verdade e têm aquela fé que atua pelo amor e purifica a alma. O Senhor refere-Se aos que pretendem crer na verdade para este tempo, os quais não discernem, porém, qualquer incoerência em tomarem parte na política, misturando-se com os elementos contendedores destes últimos dias, como os circuncisos que se misturam com os incircuncisos, e declara que destruirá ambas as classes juntamente, sem distinção. Estão fazendo uma obra que não lhes mandou fazer. Desonram a Deus por seu espírito faccioso e por suas contendas, e Ele condenará de igual maneira a ambas as classes. {FEC 482.1}
    Talvez se pergunte: Não devemos ter ligação alguma com o mundo? A Palavra do Senhor tem de ser nosso guia. Qualquer ligação com os infiéis e incrédulos, que nos viesse identificar com eles, é proibida pela Palavra. Temos de sair do meio deles, e ser separados. Em caso algum devemos unir-nos a eles em seus planos de trabalho. Mas não devemos viver isoladamente. Cumpre-nos fazer aos mundanos todo o bem que nos seja possível. Cristo nos deu um exemplo disto. Quando convidado a comer com publicanos e pecadores, não Se recusava; pois de nenhum outro modo, senão misturando-Se com eles, poderia chegar a essa classe. Mas, em toda ocasião lhes dava talentos de palavras e influência. Puxava temas de conversação que lhes apresentavam ao espírito os interesses eternos. E esse Mestre nos ordena: “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai, que está nos Céus.” Quanto à questão da temperança, assumi, sem vacilação, vossa atitude. Sede firmes como a rocha. Não participeis dos pecados dos outros. Atos de desonestidade em transações comerciais, com crentes ou descrentes, devem ser condenados; e se eles não dão prova de reforma, retirai-vos do meio deles, separai-vos. {FEC 482.2}
    Há uma grande vinha a ser cultivada; mas, conquanto os cristãos tenham de trabalhar entre os incrédulos, não se devem parecer com os mundanos. Não devem gastar seu tempo a falar de política e agir em favor dela; pois assim fazendo, dão oportunidade ao inimigo de penetrar e causar desinteligências e discórdias. Aqueles, dentre os ministros, que desejam ser políticos, devem perder suas credenciais; pois essa obra Deus não deu a elevados nem a humildes dentre Seu povo. Deus pede a todos quantos ministram em palavra e doutrina, que dêem à trombeta um sonido certo. Todos quantos receberam a Cristo, ministros e membros leigos, devem levantar-se e resplandecer; pois grandes perigos se acham iminentes sobre nós. Satanás está agitando os poderes da Terra. Tudo neste mundo se acha em confusão. Deus pede a Seu povo que mantenha acima de tudo a bandeira que apresenta a mensagem do terceiro anjo. Não devemos ir a Cristo por intermédio de algum ser humano, mas por meio de Cristo devemos compreender a obra que Ele nos deu a fazer pelos outros. {FEC 483.1}

  • Nelio

    Baixar
    ePub
    Kindle
    PDF
    MP3

    Doações

    Apps
    Aplicativo para Android
    Aplicativo para Blackberry
    Aplicativo para iPhone/iPad
    Aplicativo para Kindle Fire
    Aplicativo para Nook
    Mac OS X App
    Windows App
    German App
    Spanish App
    Spanish Mac OS X App

    Mais
    Versão Somente Texto
    Versão Somente Texto (para Portáteis)
    Contato
    Escritos

    Política
    Register Entrar Bem-vindo!
    Biblioteca
    Busca
    Study
    Português (Português)
    Escritos de Ellen White
    Livros
    AA – Atos dos Apóstolos
    BS – Beneficência Social
    CBV – A Ciência do Bom Viver
    CBVc – A Ciência do Bom Viver (condensado)
    CC – Caminho a Cristo
    CCn – Caminho a Cristo (nova edição)
    CE – Conselhos sobre Educação
    CES – Conselhos sobre a Escola Sabatina
    CES38 – Conselhos sobre a Escola Sabatina
    CEv – O Colportor Evangelista
    CI – Conselhos para a Igreja
    Sumário
    Introdução — O dom profético e Ellen G. White
    Capítulo 1 — Uma visão acerca da recompensa dos fiéis
    Capítulo 2 — O tempo do fim
    Capítulo 3 — Como preparar-se para o encontro com o Senhor
    Capítulo 4 — União com Cristo e com os amados irmãos
    Capítulo 5 — Cristo nossa justiça
    Capítulo 6 — Vida santificada
    Capítulo 7 — Deus tem uma missão para você
    Capítulo 8 — “Eis-me aqui, envia-me a mim”
    Capítulo 9 — As publicações da igreja
    Capítulo 10 — A fé num Deus pessoal
    Capítulo 11 — O cristão é um representante de Deus
    Capítulo 12 — No mundo, mas não do mundo
    Capítulo 13 — A Bíblia
    Capítulo 14 — Testemunhos para a igreja
    Capítulo 15 — O Espírito Santo
    Capítulo 16 — Manter desobstruída a conexão com Deus
    Capítulo 17 — Pureza no coração e nos hábitos de vida
    Capítulo 18 — A escolha de um marido ou esposa
    Capítulo 19 — Não se case com um descrente
    Capítulo 20 — Casamento
    Capítulo 21 — Sucesso e felicidade ao educar os filhos
    Capítulo 22 — O relacionamento entre marido e esposa
    Capítulo 23 — A mãe e seus filhos
    Capítulo 24 — Pais cristãos
    Capítulo 25 — O lar cristão
    Capítulo 26 — Influência espiritual no lar
    Capítulo 27 — Economia no lar
    Capítulo 28 — Atividades familiares nos feriados e aniversários
    Capítulo 29 — Recreação adequada
    Capítulo 30 — As portas que precisamos guardar
    Capítulo 31 — A escolha da leitura
    Capítulo 32 — Música
    Capítulo 33 — A crítica e seus efeitos
    Capítulo 34 — Conselho a respeito do vestuário
    Capítulo 35 — Um apelo aos jovens
    Capítulo 36 — A melhor disciplina e a educação de nossos filhos
    Capítulo 37 — Educação cristã
    Capítulo 38 — Apelo por um viver saudável
    Capítulo 39 — A importância da higiene
    Capítulo 40 — A escolha dos alimentos
    Capítulo 41 — O consumo de carne
    Capítulo 42 — Fidelidade na reforma do regime alimentar
    Capítulo 43 — A igreja na terra
    Capítulo 44 — A organização da igreja
    Capítulo 45 — A casa de Deus
    Capítulo 46 — Cuidando dos que erram
    Capítulo 47 — A observância do santo Sábado do Senhor
    Capítulo 48 — Conselhos sobre mordomia
    Capítulo 49 — Atitude cristã diante da miséria e do sofrimento
    Capítulo 50 — Cristãos de todo o mundo unidos em Cristo
    Capítulo 51 — A reunião de oração
    Capítulo 52 — O batismo
    Capítulo 53 — A ceia do Senhor
    Capítulo 54 — Oração pelos doentes
    Capítulo 55 — A obra médica
    Capítulo 56 — Relações com pessoas que têm outros interesses
    Capítulo 57 — Relações com as autoridades
    Capítulo 58 — A obra enganadora de Satanás
    Capítulo 59 — O moderno disfarce luminoso de Satanás
    Capítulo 60 — Prodígios de mentira
    Capítulo 61 — A crise vindoura
    Capítulo 62 — O tempo da provação
    Capítulo 63 — O que não pode ser esquecido
    Capítulo 64 — Cristo nosso grande sumo sacerdote
    Capítulo 65 — Josué e o anjo
    Capítulo 66 — “Eis que venho sem demora”
    CId – Conselhos aos Idosos
    CJN – Cartas a Jovens Namorados
    CM – Conselhos sobre Mordomia
    CP – Conselhos aos Professores, Pais e Estudantes
    Prefácio
    Sumário
    Seção 1 — A mais elevada educação
    Seção 2 — O propósito de nossas escolas
    Seção 3 — Princípios gerais
    Seção 4 — A escola doméstica
    Seção 5 — A escola de igreja
    Seção 6 — A escola intermediária
    Seção 7 — O mestre e a obra
    Seção 8 — Estudo e trabalho
    Seção 9 — Recreação
    Seção 10 — O Espírito Santo em nossas escolas
    Seção 11 — Estudo proveitoso
    Seção 12 — A Bíblia na educação
    Seção 13 — Estudos médicos
    Um chamado para missionários médico-evangelistas
    O estudante de medicina
    Crescimento espiritual
    Para estudo posterior
    Seção 14 — Preparo missionário
    CRA – Conselhos sobre o Regime Alimentar
    CS – Cristo em Seu Santuário
    CSa – Conselhos sobre Saúde
    DT – No Deserto da Tentação
    DTN – O Desejado de Todas as Nações
    Ed – Educação
    EF – Eventos Finais
    Ev – Evangelismo
    FO – Fé e Obras
    FD – Filhas de Deus
    Sumário
    Uma palavra à leitora
    Capítulo 1 — O Senhor chama mulheres para o seu serviço
    Capítulo 2 — Mulheres notáveis no antigo testamento
    Capítulo 3 — Mulheres notáveis no novo testamento
    Capítulo 4 — A importância do estudo da Bíblia e da oração
    Capítulo 5 — Mulheres como professoras
    Capítulo 6 — Mulheres como médicas
    Capítulo 7 — O papel da mulher no evangelismo
    Capítulo 8 — “Digno é o trabalhador do seu salário”
    Capítulo 9 — Ministério na vizinhança
    Capítulo 10 — A obra da temperança
    Nossa relação com a união de temperança das mulheres cristãs
    Sra. S.M.I. Henry, líder da união de temperança das mulheres cristãs
    As sementes da verdade podem ser semeadas na U.T.M.C.
    A morte da Sra. S.M.I. Henry representa uma verdadeira perda para a causa de Deus
    Capítulo 11 — “Ide a todo o mundo”
    Capítulo 12 — Respeito próprio
    Capítulo 13 — A influência da mulher cristã
    Capítulo 14 — A mulher cristã é modesta em todas as ocasiões
    Capítulo 15 — Equilíbrio na vida
    Capítulo 16 — Saúde, exercício e viver saudável
    Capítulo 17 — Casamento, lar e família
    Capítulo 18 — A missão da mãe
    Capítulo 19 — Desafios da maternidade
    Capítulo 20 — Conhecimento dos deveres práticos da vida
    Capítulo 21 — Quando surge a tristeza
    Capítulo 22 — De mulher para mulher
    Apêndice A — Na casa de Simão
    Apêndice B — O ministério público de Ellen White
    Apêndice C — Documentos relativos à ordenação de mulheres
    Apêndice D — O uso do dízimo
    Apêndice E — O relacionamento entre Tiago e Ellen White
    Cartas
    FPV – Foi Por Você
    FEC – Fundamentos da Educação Cristã
    Prefácio
    Sumário
    A devida educação
    Cristo como educador
    Um apelo a nossos estudantes
    Pensamentos sobre educação
    Uma visita a College City
    O lar e a escola
    A importância do preparo físico
    A integridade de Daniel sob a prova
    A importância da educação
    O perigo de ler livros de ficção e de autores incrédulos
    As escolas dos antigos Hebreus
    Namoro e casamento
    A importância do preparo na obra de Deus
    A devida educação dos jovens
    O valor do estudo da Bíblia
    O Livro dos livros
    Responsabilidade dos pais
    Educação e saúde
    Educação no lar
    Ébrios mentais
    Livros em nossas escolas
    O mestre da verdade, o único educador seguro
    Os tesouros com que abastecer a mente
    A ciência da salvação, a principal das ciências
    O caráter cristão exemplificado nos professores e estudantes
    O mundo não conheceu a Deus por sua própria sabedoria
    A relação da educação para com a obra de Deus
    A necessidade de obreiros preparados
    Aos professores e estudantes
    A melhor educação e seu objetivo
    Cristo como mestre
    A educação mais essencial para obreiros evangélicos
    Estudantes decidindo o seu destino eterno
    Um mal: a formalidade, não a organização
    Aos professores
    Suspensão de estudantes
    Aos estudantes do colégio de Battle Creek
    Precisa-se de estudantes que cooperem com Deus
    Palavras aos estudantes
    Estudai a Bíblia por vós mesmos
    Trabalho e educação
    O fundamento da verdadeira educação
    Cuidado com as imitações!
    Rápido preparo para a obra
    A educação essencial
    Educação diligente e completa
    Livros e autores em nossas escolas
    O livro divino
    Educação mais elevada
    O mestre divino
    Verdadeira educação
    Educação manual
    Influência educacional dos arredores
    Importância da cultura física
    A verdadeira educação mais elevada
    O exemplo de Cristo em contraste com o formalismo
    Um exemplo divino
    A Bíblia, o livro mais importante para a educação em nossas escolas
    Correta disciplina colegial
    A Bíblia em nossas escolas
    Testemunho especial acerca de política
    Para leitura adicional
    Semear junto a todas as águas
    A obra de nossos educandários
    Devemos estabelecer-nos ao redor de nossas instituições?
    Lições da vida de Salomão
    Os professores como exemplos de integridade cristã
    O essencial na educação
    Uma mensagem aos professores
    Providência em favor de nossas escolas
    Professor, conhece-te a ti mesmo
    A obra à nossa frente
    Conselho aos professores
    O verdadeiro ideal para nossos jovens
    Mensagem para os nossos jovens
    FC – Fundamentos do Lar Cristão
    GC – O Grande Conflito
    GCC – O Grande Conflito (condensado)
    HR – História da Redenção
    IR – A Igreja Remanescente
    IR52 – A Igreja Remanescente
    LA – O Lar Adventista
    LVN – Lições da Vida de Neemias
    LC – Liderança Cristã
    MCP1 – Mente, Caráter e Personalidade 1
    MCP2 – Mente, Caráter e Personalidade 2
    MDC – O Maior Discurso de Cristo
    ME – Mensageiros da Esperança
    ME1 – Mensagens Escolhidas 1
    ME2 – Mensagens Escolhidas 2
    ME3 – Mensagens Escolhidas 3
    MI – Música — Sua Influência na Vida do Cristão
    MJ – Mensagens aos Jovens
    MS – Medicina e Salvação
    OC – Orientação da Criança
    OE – Obreiros Evangélicos
    OP – O Outro Poder
    PE – Primeiros Escritos
    PH – Só para Jovens
    PJ – Parábolas de Jesus
    PP – Patriarcas e Profetas
    PR – Profetas e Reis
    RR – Reavivamento e seus Resultados
    RV – Reavivamento Verdadeiro
    Sa – Santificação
    SMO – Ser Mãe — O que é?
    SC – Serviço Cristão
    T1 – Testemunhos para a Igreja 1
    T2 – Testemunhos para a Igreja 2
    T3 – Testemunhos para a Igreja 3
    T4 – Testemunhos para a Igreja 4
    T5 – Testemunhos para a Igreja 5
    T6 – Testemunhos para a Igreja 6
    T7 – Testemunhos para a Igreja 7
    T8 – Testemunhos para a Igreja 8
    T9 – Testemunhos para a Igreja 9
    TCS – Testemunhos Sobre Conduta Sexual, Adultério e Divórcio
    Te – Temperança
    TM – Testemunhos para Ministros e Obreiros Evangélicos
    TS1 – Testemunhos Seletos 1
    TS2 – Testemunhos Seletos 2
    TS3 – Testemunhos Seletos 3
    UCD – Um Convite à Diferença
    VA – A Verdade sobre os Anjos
    VC – Vida no Campo
    VE – Vida e Ensinos
    ViC – Visões do Céu
    VJ – Vida de Jesus
    Devocionais
    Bíblia
    Biblioteca dos Pioneiros Adventistas
    English (Inglês)
    Afrikaans (Afrikaans)
    Akawaio
    Shqip (Albanês)
    Altay
    Amharic
    العربية (Árabe)
    Հայերեն (Armênio)
    Bandung
    Batak
    Bohemian
    Bosnian
    Bulgarian
    Birmanês
    Galibi
    Cebuano
    Chewa
    中国的 (Chinês)
    Tonga
    Hrvatska (Croata)
    Český (Tcheco)
    Dansk (Dinamarquês)
    Nederlands (Holandês)
    Esperanto (Esperanto)
    Eesti (Estoniano)
    Fidjiano
    Suomi (Finlandês)
    Français (Francês)
    Garo
    Deutsch (Alemão)
    Ελληνικά (Grego)
    ગુજરાતી (Gujerati)
    Hausa
    Hiliganôm
    हिंदी (Hindi)
    Hmar
    Magyar ( Húngaro)
    Íslenska (Islandês)
    Ilocano
    Bahasa Indonesia (indonésio)
    Italiano (Italiano)
    日本語 (Japonês)
    Canarês
    Khasi
    Khmer
    Kikuyu
    Kinande
    Kinyarwanda
    한국의 (Coreano)
    #Koryak
    Latviešu (Letão)
    Lietuvių (Lituano)
    Lozi
    Luganda
    Luo
    Malagasy (Malgaxe)
    Malaio
    Malayalam
    Maori
    Marati
    Mizo
    Norsk (Norueguês)
    #Ovambo
    Panaio
    Pangasinan
    Persian
    Română (Romeno)
    Pусский (Russo)
    Ruthenian
    Samoano
    Cрпски (Sérvio)
    Serbo-Croatian
    Chona
    Sinhala
    Slovenský (Eslovaco)
    Soto do sul
    Español (Espanhol)
    Kiswahili (Suaíli)
    Svenska (Sueco)
    Tagalog (Tagalo)
    Tahitian
    Tâmil
    A Grande Esperança
    #Tok Pisin
    Tshiluba
    Tswana
    Tumbuka
    Türkçe (Turco)
    Українська (Ucraniano)
    Tiếng Việt (Vietnamita)
    Cymraeg (Galês)
    Xhosa
    Yoruba
    Zulu
    Z-import
    Writings 1.6; beta, © Ellen G. White Estate, 2015
    Fundamentos da Educação Cristã, p. 482.1 (EGW)

    Right
    Left
    Top
    Bottom

    Right
    Left
    Top
    Bottom
    Show headersHide referencesShow page breaksFonte Maiorfonte menorLer em Visual de Livro (pdf)Corrigir um erro ortográficoBuscar palavra no dicionárioBibliografiaCopiarImprimirCompartilharSave to DOCOpen Last Read ParagraphEnable Study Center Resources

    21 of 116

    FEC

    482

    1
    Rogo aos meus irmãos designados para educar, que mudem sua maneira de agir. É um engano de vossa parte o ligar vossos interesses com qualquer partido político, dar o vosso voto com eles ou por eles. Os que ocupam o lugar de educadores, de ministros, de colaboradores de Deus em qualquer sentido, não têm batalhas a travar no mundo político. Sua cidadania se acha nos Céus. O Senhor pede-lhes que permaneçam como um povo separado e peculiar. Ele não quer que haja cismas no corpo de crentes. Seu povo tem de possuir os elementos de reconciliação. É porventura sua obra fazer inimigos no mundo político? — Não, não! Eles têm de permanecer como súditos do reino de Cristo, levando a bandeira em que se acha inscrito: “Os mandamentos de Deus, e a fé de Jesus.” Têm de ter a responsabilidade de uma obra especial, de uma especial mensagem. Temos uma responsabilidade individual, e isso tem de ser revelado em presença do Universo celeste, dos anjos e dos homens. Deus não nos pede que ampliemos nossa influência misturando-nos com a sociedade, ligando-nos com os homens em questões políticas, mas ficando como partes individuais de Seu grande todo, tendo Cristo como nossa cabeça. Cristo é nosso Príncipe, e, como súditos Seus, cumpre-nos realizar a obra que nos foi designada por Deus. {FEC 478.3}
    É de suma importância que os jovens compreendam que o povo de Cristo deve ser unido; pois esta unidade prende os homens a Deus pelos áureos laços do amor, e impõe a cada um a obrigação de trabalhar pelos semelhantes. O Capitão de nossa salvação morreu pela raça humana para que os homens pudessem estar unidos com Ele e uns com os outros. Como membros da família humana, somos partes individuais de um grande todo. Ninguém pode tornar-se independente dos outros. Não deve haver disputas partidárias na família de Deus, pois o bem-estar de cada um é a felicidade de todos. Não deve ser erigida nenhuma parede separatória entre o homem e seu próximo. Cristo, como o grande centro, precisa unir a todos em um só. {FEC 479.1}
    Cristo é nosso Mestre, nosso Dirigente, nossa Força, nossa Justiça; e nEle nos comprometemos a evitar todo modo de ação que cause divisão. As questões em debate no mundo não devem ser o tema de nossas conversações. Devemos convidar o mundo a contemplar um crucificado Salvador, por cujo intermédio nos tornamos necessários uns aos outros e a Deus. Cristo ensina Seus súditos a imitar Suas virtudes, Sua mansidão e humildade, Sua bondade, paciência e amor. Consagra, portanto, o coração e as mãos a Seu serviço, tornando o homem um conduto pelo qual o amor de Deus possa fluir em copiosas correntes para abençoar a outros. Não haja, pois, nenhuma sombra de contenda entre os adventistas do sétimo dia. O Salvador convida toda alma, dizendo: “Vinde a Mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e Eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o Meu jugo, e aprendei de Mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o Meu jugo é suave e o Meu fardo é leve.” Aquele que mais se aproxima da perfeição da divina benevolência de Cristo causa alegria entre os anjos celestiais. O Pai Se regozija a seu respeito com cânticos; pois, acaso, não está trabalhando no espírito do Mestre, sendo um com Cristo assim como Ele é um com o Pai? {FEC 479.2}
    Em nossos periódicos não devemos exaltar a obra e o caráter de homens em posições de influência, mantendo constantemente seres humanos diante das pessoas. Mas podeis exaltar a Cristo nosso Salvador tanto quanto quiserdes. “Todos nós com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória [de caráter em caráter], na Sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito.” Os que amam e servem a Deus devem ser a luz do mundo, brilhando entre as trevas morais. Mas nos lugares que receberam a maior luz, onde o evangelho mais tem sido pregado, as pessoas — pais, mães e filhos — têm sido instigadas por um poder de baixo a unir seus interesses a projetos e empreendimentos mundanos. {FEC 480.1}
    Há grande cegueira nas igrejas, e o Senhor diz a Seu povo: “Que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e Eu serei o seu Deus e eles serão o Meu povo. Pelo que saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; e não toqueis nada imundo, e Eu vos receberei; e Eu serei para vós Pai e vós sereis para Mim filhos e filhas, diz o Senhor todo-poderoso.” {FEC 480.2}
    A condição para ser admitido na família do Senhor é sair do mundo, separando-se de todas as suas influências contaminadoras. O povo de Deus não deve ter ligação alguma com a idolatria em qualquer de suas formas. Eles devem atingir uma norma mais elevada. Devemos separar-nos do mundo, e então Deus declara: “Eu vos receberei como membros de Minha família real, filhos do celeste Rei.” Como crentes na verdade devemos ser diferentes, na prática, do pecado e dos pecadores. Nossa cidadania está no Céu. {FEC 481.1}
    Devemos compreender com mais clareza o valor das promessas que Deus nos fez e apreciar mais profundamente a honra que nos foi dada por Ele. Deus não poderia outorgar aos mortais mais elevada honra do que adotá-los em Sua família, dando-lhes o privilégio de chamá-Lo Pai. Não há degradação em nos tornarmos filhos de Deus. “O Meu povo saberá o Meu nome”, declara o Senhor; “portanto naquele dia saberá que sou Eu quem fala: Eis-Me aqui.” O Senhor Deus onipotente reina. “Que formosos são sobre os montes os pés do que anuncia as boas novas, que faz ouvir a paz, que anuncia coisas boas, que faz ouvir a salvação, que diz a Sião: O teu Deus reina! Eis o grito dos teus atalaias! Eles erguem a voz, juntamente exultam; porque com seus próprios olhos distintamente vêem o retorno do Senhor a Sião.” {FEC 481.2}
    Por que se dá tanta atenção a instrumentos humanos, ao passo que há tão pouco esforço mental em direção ao Deus eterno? Por que os que pretendem ser filhos do Rei celestial se acham tão absorvidos nas coisas deste mundo? Que o Senhor seja exaltado! Que a Palavra do Senhor seja engrandecida! Sejam os seres humanos colocados em posição inferior, e que o Senhor seja exaltado! Lembrai-vos de que reinos, nações, monarcas, estadistas, conselheiros e grandes exércitos terrestres, e toda a magnificência e glória mundanas, são como o pó da balança. Deus tem a fazer um ajuste de contas com todas as nações. Todo reino tem que ser abatido. A autoridade humana deve tornar-se como nada. Cristo é o Rei do mundo, e Seu reino deve ser exaltado. {FEC 481.3}
    O Senhor deseja que todos os portadores da mensagem para estes últimos dias compreendam que há grande diferença entre os que professam a religião, mas não são praticantes da Palavra, e os filhos de Deus, que são santificados pela verdade e têm aquela fé que atua pelo amor e purifica a alma. O Senhor refere-Se aos que pretendem crer na verdade para este tempo, os quais não discernem, porém, qualquer incoerência em tomarem parte na política, misturando-se com os elementos contendedores destes últimos dias, como os circuncisos que se misturam com os incircuncisos, e declara que destruirá ambas as classes juntamente, sem distinção. Estão fazendo uma obra que não lhes mandou fazer. Desonram a Deus por seu espírito faccioso e por suas contendas, e Ele condenará de igual maneira a ambas as classes. {FEC 482.1}
    Talvez se pergunte: Não devemos ter ligação alguma com o mundo? A Palavra do Senhor tem de ser nosso guia. Qualquer ligação com os infiéis e incrédulos, que nos viesse identificar com eles, é proibida pela Palavra. Temos de sair do meio deles, e ser separados. Em caso algum devemos unir-nos a eles em seus planos de trabalho. Mas não devemos viver isoladamente. Cumpre-nos fazer aos mundanos todo o bem que nos seja possível. Cristo nos deu um exemplo disto. Quando convidado a comer com publicanos e pecadores, não Se recusava; pois de nenhum outro modo, senão misturando-Se com eles, poderia chegar a essa classe. Mas, em toda ocasião lhes dava talentos de palavras e influência. Puxava temas de conversação que lhes apresentavam ao espírito os interesses eternos. E esse Mestre nos ordena: “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai, que está nos Céus.” Quanto à questão da temperança, assumi, sem vacilação, vossa atitude. Sede firmes como a rocha. Não participeis dos pecados dos outros. Atos de desonestidade em transações comerciais, com crentes ou descrentes, devem ser condenados; e se eles não dão prova de reforma, retirai-vos do meio deles, separai-vos. {FEC 482.2}
    Há uma grande vinha a ser cultivada; mas, conquanto os cristãos tenham de trabalhar entre os incrédulos, não se devem parecer com os mundanos. Não devem gastar seu tempo a falar de política e agir em favor dela; pois assim fazendo, dão oportunidade ao inimigo de penetrar e causar desinteligências e discórdias. Aqueles, dentre os ministros, que desejam ser políticos, devem perder suas credenciais; pois essa obra Deus não deu a elevados nem a humildes dentre Seu povo. Deus pede a todos quantos ministram em palavra e doutrina, que dêem à trombeta um sonido certo. Todos quantos receberam a Cristo, ministros e membros leigos, devem levantar-se e resplandecer; pois grandes perigos se acham iminentes sobre nós. Satanás está agitando os poderes da Terra. Tudo neste mundo se acha em confusão. Deus pede a Seu povo que mantenha acima de tudo a bandeira que apresenta a mensagem do terceiro anjo. Não devemos ir a Cristo por intermédio de algum ser humano, mas por meio de Cristo devemos compreender a obra que Ele nos deu a fazer pelos outros. {FEC 483.1}

WordPress Lightbox